Cosme Rímoli Fora da cadeia, Bruno quer voltar a jogar pelo Boa Esporte

Fora da cadeia, Bruno quer voltar a jogar pelo Boa Esporte

Condenado por 22 anos pelo assassinato de Eliza Samúdio, em 2010, Bruno sairá para o regime semiaberto hoje. E tem contato para voltar ao Boa Esporte

Bruno, Bruno fora da cadeia, Eliza Samúdio, Bruno, Boa Esporte

Há dois anos, protesto, fim de patrocínios. Mas Bruno jogou pelo Boa Esporte

Há dois anos, protesto, fim de patrocínios. Mas Bruno jogou pelo Boa Esporte

Divulgação/Boa Esporte

São Paulo, Brasil

Faltam cinco rodadas para terminar a primeira fase da Série C.

Por economia, os 20 times estão divididos em dois grupos.

O Boa Esporte é o antepenúltimo colocado.

Luta desesperadamente para não ser rebaixado.

No grupo B, caem duas equipes.

A média de torcedores que foram até seu estádio em Varginha é de 911 torcedores, em 2019.

Foram 12 jogos.

A média de ocupação de é de 5%.

Cada partida rendeu, em média, R$ 35 mil ao clube.

Por todos esses motivos, a diretoria quer fazer outra vez, a aposta polêmica.

Trazer a 'maior estrela da Série C'.

Recontratar o goleiro Bruno, 34 anos, que deixará a cadeia hoje.

Bruno foi preso em 2010, quando atuava pelo Flamengo.

Acusado da morte da modelo Eliza Samúdio.

Três anos depois, o goleiro acabou condenado a 22 anos e três meses de prisão pelo crime.

Ele consegui o regime de progressão de semiaberto.

Em 2017, graças a um habeas corpus, ele conseguiu jogar cinco partidas pelo Boa Esporte.

Protestos de mulheres contra a contratação de Bruno. Clube gostou da repercussão

Protestos de mulheres contra a contratação de Bruno. Clube gostou da repercussão

Reprodução/Instagram

Assinou, na época, contrato de dois anos.

Ouviu, em todos eles, o coro de 'assassino'.

E prometeu que, quando saísse, voltaria ao clube.

O Boa Esporte foi massacrado pela mídia, perdeu patrocinadores, enfrentou protestos por ter o goleiro condenado por assassinato, em 2017.

A diretoria gostou da divulgação.

Até internacional.

O clube jamais havia sido tão comentado.

Em toda sua história.

Para seguir no semiaberto, Bruno tem de provar que está trabalhando.

E, necessariamente, em Varginha.

A princípio, o trabalho deveria ser domiciliar.

Mas a liberação da Justiça para que atue no futebol, não deverá ser problema.

Principalmente nos jogos em Varginha.

O contato entre ele e a diretoria do Boa Esporte já foi feito.

E não será surpresa se ele for anunciado neste final de semana no clube.

Bruno ouviu o coro de assassino em todos os jogos que fez pelo Boa

Bruno ouviu o coro de assassino em todos os jogos que fez pelo Boa

Reprodução/Instagram

O presidente do clube em 2017 é o mesmo.

Rone Moraes.

"Você tem que mostrar às pessoas que o que o Bruno fez não é o certo, mas que ele tem direito de voltar à sociedade. E ele precisa fazer uma coisa que é o futebol. Eu tenho e tive que explicar ainda para muitas outras pessoas, amigos e família. Tem pessoas, no meu ciclo de amizades, no meu ciclo comercial e de clubes, que estão apoiando.

"Mas só que tem pessoas que não têm a coragem que nós tivemos aqui no Boa Esporte Clube.

"Ele merece uma segunda chance", disse há dois anos.

A postura dele parece não ter mudado...