Cosme Rímoli Expulsão infantil de Abel. Imaturo, deixou o Palmeiras na mão

Expulsão infantil de Abel. Imaturo, deixou o Palmeiras na mão

O treinador palmeirense quis ironizar Leandro Vuaden e acabou expulso. A apenas 38 minutos do primeiro tempo da decisão

  • Cosme Rímoli | Do R7

Abel Ferreira. Deixou o Palmeiras sem técnico. Aos 38 minutos do primeiro tempo

Abel Ferreira. Deixou o Palmeiras sem técnico. Aos 38 minutos do primeiro tempo

Reprodução

São Paulo, Brasil

Trinta e seis minutos do primeiro tempo.

Leandro Vuaden dá cartão amarelo para Abel Ferreira.

Trinta e oito minutos do primeiro tempo.

Leandro Vuaden dá cartão vermelho para Abel Ferreira.

O Palmeiras ficou sem seu treinador na decisão da Supercopa do Brasil.

Situação inaceitável, que só favoreceu o Flamengo.

O técnico foi até a tribuna de imprensa do estádio Mané Garrincha, para acompanhar o restante do jogo.

E não se conteve diante dos jornalistas.

Raivoso, desabafou.

"Esse é o melhor árbitro de vocês (brasileiros)."

"Ele é o melhor", ironizava.

Sua revolta foi Vuaden não ter dado cartão amarelo para Diego, que fez falta em Breno Lopes.

"Meu nome é Abel Ferreira, tenho 42 anos e sou responsável por aquilo que digo, não pelo que os outros entendem."

"Fui expulso pelo bandeirinha por dizer as seguintes palavras:"

"As duas melhores equipes do Brasil mereciam uma arbitragem do mesmo nível."

Abel Ferreira seguiu a mesma postura para seguir criticando Vuaden.

"Tenho que dar os parabéns para o nosso adversário que conquistou mais um troféu. Duas grandes equipes em campo. Em finais, gostamos de ver três grandes equipes em campo. Hoje, infelizmente, só vimos duas."

Sim, a terceira equipe deveria ser a de arbitragem.

Abel Ferreira estava especialmente nervoso com o confronto.

Ele não se conformava pelo Palmeiras, campeão da Libertadores, ser obrigado a disputar a Supercopa do Brasil entre a Recopa Sul-Americana. Ainda mais em Brasília, às 11 horas da manhã.

O treinador também não pôde contar com Luiz Adriano. Por conta da diretoria. Pelo atropelamento de um ciclista, em frente a um shopping. O atacante saiu nas ruas de São Paulo mesmo infectado por covid-19.

Ele poderia até ter atuado hoje.

Mas ficou em São Paulo treinando.

E é dúvida para quarta-feira, na final da Recopa, contra o Defensa y Justicia, também em Brasília.

Antes dessa definição, ele quis destacar que seu time encarou o Flamengo.

Nada de covardia tática, como contra o time argentino, na quarta-feira passada.

"A Família Palmeiras seguramente está triste com o resultado, mas tem que ficar orgulhosa pelo que a equipe produziu nos 90 minutos. Foi um jogo 'olhos nos jogos'. Falei que jogaríamos com caráter e personalidade."

O treinador foi expulso pela segunda vez, desde que assumiu o Palmeiras, desde 30 de outubro de 2020. A primeira vez foi na derrota por 3 a 0 para o Ceará, no Brasileiro.

"Perguntei à minha diretoria se aqui havia classificação dos árbitros. Na Europa, o desempenho deles ao longo da temporada tem uma classificação. Aqui, não", disse, em tom professoral.

Deixou claro o quanto não concordou com Leandro Vuaden apitando.

Abel Ferreira seguirá com o Palmeiras em Brasília.

A decisão da Recopa Sul-Americana será quarta-feira.

Felipe Melo pode perder sua posição para Danilo.

Zé Rafael também pode deixar o time e sua vaga ficar com Gabriel Menino.

Ele segue revoltado por três jogos seguidos, valendo títulos.

Só que escolheu uma péssima maneira de mostrar sua revolta.

A expulsão foi infantil.

E prejudicou demais o Palmeiras...

WNBA ganha uniformes com mensagens de empoderamento

Últimas