Enquanto Robinho diz que Globo é 'do demônio, patrocinadores voltam

Bastou Robinho ter o seu contrato suspenso com o Santos, patrocinadores que ameaçavam ir embora, decidiram ficar na Vila Belmiro

Robinho se compara a Bolsonaro. Perseguido pela Globo

Robinho se compara a Bolsonaro. Perseguido pela Globo

Reprodução/Twitter

São Paulo,Brasil

"Bebeto, tô em paz, irmão. Como falei, Deus está me preparando para algo muito maior. No deserto, é nesses ataques que você se aproxima de Deus e se prepara. A gente tem N exemplos aí.

"Você viu o que fizeram com o Bolsonaro antes da eleição? O ataque que fizeram ao cara? Falando que o Bolsonaro era isso e aquilo? Que o Bolsonaro era racista, fascista, que era assassino? E quanto mais eles batiam no Bolsonaro, mais ele crescia. Então estou em paz mesmo, de coração. Não estou preocupado com eles”, diz o jogador.

“O bem sempre vence e a verdade vai aparecer.

"Os caras aí são pessoas usadas pelo demônio, né?

A gente sabe como a TV Globo é uma emissora do demônio. É só você ver as novelas, as programações. Então eu estou em paz. Deus vai dar a vitória. Que se cumpra o propósito de Deus na minha vida.

Meter gol neles, 'tamo junto'.

Vou meter uma camisa quando fizer gol:

"Globo lixo, Bolsonaro tem razão."

Enquanto Robinho desabafava contra a Globo, se comparava ao presidente Bolsonaro, que segundo ele também havia sido perseguido pela emissora carioca, algo muito importante para o Santos acontecia.

Os patrocinadores que ameaçavam abandonar o clube, por causa de Robinho, condenado por estupro na Itália, decidiram ficar.

Seguir investindo na camisa bicampeã mundial e que foi vestida por Pelé.

Eles somam R$ 20 milhões anuais.

O jogador, de 36 anos, segue sem destino certo.

Depois de ter desistido de jogar no Santos, tamanha a pressão.

Não sabe se seguirá no Brasil, mas quer jogar o mais rápido possível.

Como se 'meter' gols mudasse a sua realidade...