Doria recua. Paulista recomeça em duas semanas. Vitória da CBF

Governador teve de reconsiderar. E liberou a volta do Campeonato Paulista daqui duas semanas. Para não embolar os jogos com o Brasileiro

Governador foi obrigado a recuar. E Paulista recomeçará daqui duas semanas

Governador foi obrigado a recuar. E Paulista recomeçará daqui duas semanas

Reprodução Twitter

São Paulo, Brasil

Depois que a CBF confirmou que os clubes paulistas aceitaram o início do Brasileiro, no dia 9 de agosto, não houve saída.

O governador João Doria teve de recuar.

Ele desejava o reinício do Paulista no sábado, dia 1 de agosto.

Afinal, Doria falava em um mês de treinos para os clubes.

O governador havia liberado apenas o dia 1º deste mês para retorno aos treinamentos. 

A lógica indicava o primeiro dia do próximo mês.

Doria soube que, se fizesse isso, iria o Paulista iria embolar com o Brasileiro.

E declarou que não autorizaria os clubes de São Paulo a disputar o torneio nacional antes do fim do estadual.

Causaria um caos jurídico se a medida fosse adotada.

Doria foi aconselhado a recuar.

Os clubes exigiam a volta com antecedência capaz de as datas não coincidirem.

E foi o que Doria acabou de fazer.

"No dia 22 de julho, vai acontecer a primeira rodada do Campeonato Paulista. O Paulistão foi paralisado faltando seis rodadas para chegar ao final.

"A previsão é de que a final seja disputada possivelmente no dia 8 de agosto, sábado, e no dia seguinte, ao que tudo indica, começa o Campeonato Brasileiro", declarou.

As partidas serão sem torcida, por conta da pandemia.

Ou seja, vitória da CBF.

Dos clubes paulistas.

Mesmo com o país enfrentando o pior momento da pandemia do coronavírus.

Doria não pode segurar mais a volta do futebol de São Paulo.

Como gostaria...

Há seis anos, Brasil era goleado pela Alemanha! Confira memes do 7 a 1