Cosme Rímoli Depois de perder Dudu, Gómez ameaça deixar Palmeiras

Depois de perder Dudu, Gómez ameaça deixar Palmeiras

O melhor zagueiro do clube, capitão do Paraguai, exige contrato com a valorização cambial do dólar. Palmeiras não aceita. Jogador quer ir embora

  • Cosme Rímoli | Do R7

O impasse é sério. Gustavo Gómez quer a valorização em dólar do seu contrato

O impasse é sério. Gustavo Gómez quer a valorização em dólar do seu contrato

Conmebol

São Paulo, Brasil

O ambiente está tenso no Palmeiras.

Não é pelo péssimo futebol do time de Vanderlei Luxemburgo.

Não, ainda.

O motivo é outro, paraguaio.

A direção está em guerra com os representantes de Gustavo Gómez.

O clube pode perdê-lo não só para a partida pelas quartas de final do Paulista, contra o Santo André.

Os seus empresários ameaçam tirá-lo do Palmeiras.

Motivo: não cumprimento de acordo para a renovação do contrato.

O melhor zagueiro do clube, capitão da seleção paraguaia, no auge da sua forma física, aos 27 anos. 

Ele já não jogou contra o Corinthians, porque estava no final da recuperação da covid-19.

Mas ontem estava pronto para enfrentar o Água Santa.

Seus empresários avisaram ao clube: ele não atuará enquanto não definir sua situação.

Gustavo Gómez é o mentor. O homem que orientou Felipe Melo como zagueiro

Gustavo Gómez é o mentor. O homem que orientou Felipe Melo como zagueiro

Palmeiras

E que podem até procurar a Fifa para desvinculá-lo do Palmeiras.

Ele tem de ser inscrito até amanhã, se não ficará fora do confronto eliminatório contra o Santo André.

Os dois lados, tanto do jogador, quanto o do Palmeiras, convergem para o mesmo entrave.

O Milan tinha problemas com a Fifa, em relação ao fair play financeiro. Não poderia simplesmente vender Gustavo Gómez.

Então ficou combinado que ele seria emprestado, sucessivamente, até que pudesse ser comprado pelo Palmeiras.

E foi assim, na renovação de empréstimo, em 2019.

Só que agora, no meio de 2020, ele pode ser comprado.

O acerto entre os clubes é de 4,5 milhões de euros, atuais R$ 27,5 milhões.

Mas Gustavo Gómez se nega a assinar o contrato definitivo, de jogador do Palmeiras até 2024.

O motivo alegado pelo staff do zagueiro é que o clube não aceita pagar de acordo com a valorização do dólar em relação ao real.

Gustavo Gómez é capitão da seleção paraguaia. Está no auge, aos 27 anos

Gustavo Gómez é capitão da seleção paraguaia. Está no auge, aos 27 anos

Reprodução El Espectador

Um dólar, em julho de 2018, valia R$ 3,9.

Hoje vale R$ 5,2.

É esta diferença que o Palmeiras não aceitaria pagar.

A direção do clube afirma que o jogador e seus empresário desejam um salário de equipe grande europeia.

Fora da realidade brasileira.

Para piorar, o staff de Gustavo Gómez avisa que tem propostas de clubes do Exterior.

O presidente Mauricio Galiotte quis saber quais são.

E houve a recusa em dizer os clubes.

O que só piorou a relação.

O impasse já dura meses.

O clima é de tensão.

Haverá hoje uma reunião entre as partes.

Por enquanto, prevalece a intransigência.

Nenhum dos lados quer ceder.

O paraguaio é uma das armas letais nas bolas paradas do Palmeiras

O paraguaio é uma das armas letais nas bolas paradas do Palmeiras

Palmeiras

O zagueiro sabe que o contrato é por quatro anos.

E ele ainda pretende voltar à Europa.

Se não houver acordo, garante que vai embora.

Notificará o fim de compromisso com o clube brasileiro à Fifa.

O Palmeiras corre risco sério.

Depois de perder seu melhor jogador, Dudu.

Ficar sem seu melhor zagueiro.

Gustavo Gómez...

Quase no topo, CR7 supera Romário como 2º maior goleador da história

Últimas