Cosme Rímoli Corinthians 'interessado' estimula Gabigol. Atacante faz 'pedida indecente' para o Flamengo. R$ 54 milhões para renovar. Fora salários

Corinthians 'interessado' estimula Gabigol. Atacante faz 'pedida indecente' para o Flamengo. R$ 54 milhões para renovar. Fora salários

Presidente do Corinthians usa Gabigol para desviar o foco da dívida quase bilionária. Sabe que não tem como comprar o jogador. E o Flamengo não empresta. O atacante pode ir embora da Gávea, 'de graça', em 2024

  • Cosme Rímoli | Do R7

'Interesse' do Corinthians caiu do céu para Gabigol. Maneira de pressionar o Flamengo por mais dinheiro

'Interesse' do Corinthians caiu do céu para Gabigol. Maneira de pressionar o Flamengo por mais dinheiro

Gilvan de Souza/Flamengo

São Paulo, Brasil

Desconforto, clima tenso.

Sensação de chantagem.

Usando duas armas.

A primeira é o Corinthians.

A segunda, a saída "de graça" no final de 2024.

Essa é a sensação da direção do Flamengo em relação ao seu maior ídolo atual.

Gabigol.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram

A antecipação da renovação do contrato do atacante está mexendo com os nervos do presidente Rodolfo Landim e do vice de futebol, Marcos Braz, que deixou de ser próximo do jogador depois de uma grave discussão pelo gramado no Maracanã. Os dois trocaram palavras duras e nunca mais se reaproximaram. A relação é fria, profissional.

O estafe de Gabigol sabe que sua multa é irreal para o futebol brasileiro: 60 milhões de euros, cerca de R$ 320 milhões.

Mas também tem a certeza de que o clube carioca não o quer ver ir embora aos 28 anos, com tanto potencial, idolatria, sem render um centavo à Gávea.

O Flamengo gastou 18 milhões de euros, cerca de R$ 96 milhões, em 2020, ao comprá-lo da Inter de Milão.

O jogador, que teve excepcionais fases, viveu a pior em 2023.

Deprimido por não ter disputado a Copa de 2022. Perseguido por contusões. Tenso pela cobrança exagerada pelos fracassos. O Flamengo perdeu todos os títulos que disputou.

Para piorar, o Flamengo contratou o treinador que o deixou de fora do Catar. E a quem era dirigido o coro público de palavrões que comandou, na comemoração da Libertadores de 2022.

Virou reserva absoluto de Tite.

Os dois mal se suportam, garantem setoristas do Flamengo.

A hora seria ideal para Gabigol sair.

Só que o desempenho péssimo no ano passado não fez nenhum clube europeu, com potencial financeiro, querer contratá-lo. Até mesmo o mercado árabe não se interessou.

O novo presidente do Corinthians, Augusto Melo, precisava de um balão de ensaio. Uma "notícia" que desviasse o foco das terríveis dívidas herdadas da administração Duilio Monteiro Alves e que impedirão a montagem real de um grande time.

E anunciou seu interesse em Gabigol.

Jogador que recebe R$ 2,1 milhões mensais.

Lógico que a sua atitude não foi levada a sério na Gávea.

Ainda mais depois de Augusto ter dado entrevista dizendo que nem sequer conversou com o atacante.

A relação entre Gabigol e Marcos Braz, que foi de muita proximidade, ficou fria depois de forte discussão
A relação entre Gabigol e Marcos Braz, que foi de muita proximidade, ficou fria depois de forte discussão Flamengo

Mas, aproveitando a pressão provocada pelo "interesse" corintiano, o estafe de Gabigol fez uma pedida considerada "absurda" pela direção do Flamengo. E que fez questão de vazá-la para a imprensa carioca.

Gabigol ficará no Flamengo até 2028. 

Desde que receba 10 milhões de euros, R$ 54 milhões, apenas como luvas, fora o salário.

O empresário de Gabigol, Junior Pedroso, escolheu a seguinte maneira para o pagamento desses 10 milhões de euros. Em parcelas.

2x R$ 4,8 milhões em 2024
2x R$ 5,1 milhões em 2025
2x R$ 5,4 milhões em 2026
2x R$ 5,7 milhões em 2027 
2x R$ 6 milhões em 2028

Fora isso, salário de R$ 2,5 milhões até dezembro de 2028.

A direção rubro-negra considerou a proposta indecente.

Totalmente fora da realidade.

Levando em conta o fraco futebol atual de Gabigol.

E também a rejeição clara que Tite nutre pelo atacante.

O melhor para todos seria a saída do atleta.

Mas o Corinthians não tem dinheiro para comprá-lo.

O Flamengo não o emprestará.

E não quer que saia "de graça".

Em junho de 2024, ele poderá assinar um pré-contrato com qualquer equipe do mundo.

E ir embora em dezembro do próximo ano.

A situação é muito complicada.

A tendência é o Flamengo não fazer a antecipação da renovação.

Esperar os primeiros meses de 2024, analisar com calma se há possibilidade de convivência entre Tite e Gabigol.

E esperar o jogador voltar à sua melhor forma, de quando esperava disputar o Mundial do Catar.

Esperança que o fez treinar como nunca, com nutricionista e preparador físico particulares.

Enquanto isso, Augusto Melo está "feliz da vida".

Sem gastar um tostão, desviou o foco dos gravíssimos problemas financeiros corintianos.

E Gabigol, na sua pior fase no futebol brasileiro, conseguiu inesperada valorização.

Tite continua impassível.

Sem o menor interesse no desfecho da negociação.

Gabigol é a última das suas prioridades no Flamengo.

Há muita mágoa do técnico em relação ao jogador.

Como do atacante, que vê em Tite o responsável pelo retrocesso na carreira.

Com sua enorme injustiça na Copa do Catar.

O jogador sabe que pode ficar ainda mais milionário.

Com o dinheiro de uma antecipação de renovação.

Ou, com paciência, esperar por dezembro de 2024.

E receber todo o dinheiro de uma transação com outro clube.

Bem longe de Tite...

Último jogo do Flamengo no Maracanã tem homenagens a Filipe Luís e Rodrigo Caio; veja

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas