Cosme Rímoli "Contra tudo e contra todos." Após a goleada, a mágoa de Abel

"Contra tudo e contra todos." Após a goleada, a mágoa de Abel

O Palmeiras goleou o Independiente del Valle. 5 a 0 pela Libertadores. Mesmo assim, o português mostrou o rancor com as críticas e calendário

  • Cosme Rímoli | Do R7

Rony, de ponta cabeça, comemora seu segundo gol. Palmeiras titular massacrou

Rony, de ponta cabeça, comemora seu segundo gol. Palmeiras titular massacrou

Cesar Greco/Palmeiras

São Paulo, Brasil

"Este ano vou inverter o lema.

"Ano passado eu disse que todos somos um.

"Este ano vai me faltar o lema, tem que ser contra todos.

"Este ano, contra tudo e contra todos.

"Vamos procurar fazer nosso trabalho, contra tudo e contra todos.

"Vai ser o lema deste ano."

Abel Ferreira era a imagem da mágoa, após a brilhante vitória do Palmeiras sobre o Independiente del Valle por 5 a 0, no Allianz.

O técnico português aproveitou o resultado para desabafar a falta de apoio, depois de seu time dar vexame no Mundial e perder dois títulos em três dias. A Recopa Sul-Americana e a Supercopa do Brasil.

E seus reservas irem muito mal, a ponto de o Palmeiras estar muito próximo da eliminação do Campeonato Paulista, ainda na primeira fase.

Abel. Muito irritado, exigente durante a goleada. Queria mostra a força dos titulares

Abel. Muito irritado, exigente durante a goleada. Queria mostra a força dos titulares

Cesar Greco/Palmeiras

Abel descobriu que, ganhar a Libertadores e a Copa do Brasil não criou um escudo de proteção. Pelo contrário o elenco milionário tem nas mãos e, principalmente, a tradição campeã do Palmeiras criam expectativas e cobranças todas as vezes que o time verde entrar em campo.

"Ninguém, ninguém, seja no Palmeiras, onde quer que seja, quer vencer mais do que eu. Nem minhas filhas eu deixo ganhar quando estamos a brincar.

"Minha mulher às vezes fica chateada porque eu não as deixo ganhar, mas eu quero ganhar sempre. Quero ganhar todos os jogos, seja contra quem for, seja aonde for", disse, deixando claro que tem feito tudo que pode para as vitórias. Com o elenco que possui.

Por isso, há a real perspectiva que tenha dois reforços importantes. O primeiro foi pedido por ele, o atacante argentino Castellanos, que pertence ao New York City. A diretoria já acertou até os salários com o jogador, que está forçando sua saída do clube norte-americano.

E o segundo pode ser um grande presente: Dudu. O ídolo palmeirense foi emprestado ao Al Duhail, mas o clube do Catar não o inscreveu na Champions League Asiática. E tem até o dia 15 de maio para notificar o Palmeiras da compra do jogador. O jogador já avisou o presidente Mauricio Galiotte não saber das intenções dos dirigentes árabes. E há chance sim, de voltar.

Abel Ferreira não abre mão de reforços para ter mais possibilidades de montar seu time, que irá acumular jogos, se voltar a vencer torneios como em 2020.

Palmeiras fez o que quis contra um Independiente atônito. Não esperava tanta intensidade

Palmeiras fez o que quis contra um Independiente atônito. Não esperava tanta intensidade

Cesar Greco/Palmeiras

"No ano passado, contra o São Paulo, quando empatamos o jogo, falei da densidade competitiva. Não gosto de repetir muitas vezes, e eu fui muito claro contra o São Paulo. Minha função é treinar, eu sou pago para isso, não sou eu que faço os calendários, não faço os calendários para promover o jogador brasileiro e o futebol brasileiro e a Seleção Brasileira.

"Não é minha função. Mas quando você joga, e o Palmeiras é a única equipe com o calendário que tem, e depois falam que a equipe se apresentou fresca...

"Mas para isso, temos de usar o sub-20 no Paulista e que tem jogado muito bem, como contra o Mirassol, apesar do resultado. Logicamente que o calendário vai ter uma interferência e já tem, pelos lesionados.

"Queria ter o Breno, o Veron, o Mayke, mas infelizmente não temos. Mas este grupo e esta equipe técnica e este clube têm capacidade de fazer das tripas coração."

A verdade é que, com seus titulares, o time imprensou o Independiente del Valle no seu campo. Com marcação sob pressão, muita velocidade, consciência.

E goleou, com facilidade. Com 19 minutos, o Palmeiras já vencia por 2 a 0, gols de Rony e Luiz Adriano. Patrick de Paula, Rony, novamente, e Danilo Barbosa, marcaram na goleada por 5 a 0.

Danilo Barbosa comemorou seu primeiro gol no Palmeiras. Domínio foi total

Danilo Barbosa comemorou seu primeiro gol no Palmeiras. Domínio foi total

Cesar Greco/Palmeiras

Para deixar muito claro o objeto de revolta de Abel Ferreira, o Palmeiras já é obrigado a jogar amanhã pelo Paulista. Contra a Internacional de Limeira, no Allianz.

No domingo, dia 2, enfrenta o Santo André, no Canindé. Na terça-feira, dia 4, tem o Defensa y Justicia, na Argentina. E na quinta-feira, dia 6, pega o Santos no Allianz. No dia 9, domingo, a Ponte Preta, em Campinas. Na terça-feira, dia 11, o Independiente del Valle, no Equador.

Esses jogos acumulados beira a insanidade...

Real sai atrás, mas empata contra Chelsea pela semi da Champions

Últimas