Cosme Rímoli Com time em greve, sem salários, Cruzeiro tenta imitar Atlético. E entregar time a mecenas

Com time em greve, sem salários, Cruzeiro tenta imitar Atlético. E entregar time a mecenas

O clube deve mais de R$ 1 bilhão. Jogadores entraram em greve por não receber salários. Desesperado, o presidente quer imitar o rival Atlético. E pediu R$ 30 milhões a bilionários cruzeirenses. Ouviu 'não'

  • Cosme Rímoli | Do R7

Sérgio Rodrigues propôs seguir modelo de gestão do Atlético. Time seria pago por mecenas

Sérgio Rodrigues propôs seguir modelo de gestão do Atlético. Time seria pago por mecenas

Reprodução/Instagram

São Paulo, Brasil

Pedro Lourenço de Oliveira , do Supermercados BH; Régis Pinheiro de Campos , da construtora Emccamp; Aquiles Leonardo Diniz , ex-sócio do banco Inter; e Paulo Henrique Pentagna Guimarães , da Carbel Auto Group - dona do banco BS2 e da concessionária de veículos Carbel.

Todos foram convocados pelo presidente do Cruzeiro, Sergio Rodrigues.

O dirigente propôs aos convidados, alguns deles bilionários, a mesma fórmula de gestão do Atlético Mineiro.

Ou seja, com mecenas bancando o time.

E a dívida bilionária segue com o Cruzeiro.

Ele precisa de dinheiro para o futebol, só assim o clube poderá se reestruturar.

Disse que R$ 32 milhões seria suficiente para pagar as folhas salariais atrasadas e as dos três últimos meses do ano, e ainda livrar o clube da proibição de contratar jogadores, por calotes nas compras de Riascos e Arrascaeta.

O grupo de empresários negou.

E se propôs a analisar parte dos salários atrasados.

Nova reunião acontecerá na segunda-feira.

O que impediu o dirigente anunciar o final da greve.

Mesmo assim, ele quis falar com os líderes do time.

Rodrigues quer convencê-los a voltar a treinar amanhã.

Para a preparação da partida contra o Avaí, na próxima sexta-feira, dia 22.

Vanderlei Luxemburgo tem se apresentado como conciliador.

A situação no clube segue caótica no bicampeão da Libertadores...

(A reunião com os jogadores foi um fracasso. O presidente do Cruzeiro ouviu que os atletas não querem promessa e sim, receber seus salários atrasados. E eles não vão treinar no final de semana. Na segunda-feira, se o dirigente conseguir dinheiro emprestado dos mecenas para pagá-los, haverá treino. Se não conseguir, não...)

Últimas