Cosme Rímoli Atropelamento. Multa. Decepção. Luiz Adriano nas ruas, com Covid

Atropelamento. Multa. Decepção. Luiz Adriano nas ruas, com Covid

A direção do Palmeiras multou, mas segue profundamente revoltada com o jogador que custou R$ 66 milhões. Mesmo com Covid, foi ao supermercado

  • Cosme Rímoli | Do R7

Luiz Adriano foi a um supermercado, mesmo sabendo estar com Covid. Atitude irresponsável

Luiz Adriano foi a um supermercado, mesmo sabendo estar com Covid. Atitude irresponsável

Cesar Greco/Palmeiras

São Paulo, Brasil

No dia 13 de novembro de 2020, a notícia que Ramires foi flagrado em uma balada sem máscara ganhou as manchetes dos portais.

Em plena pandemia, o volante palmeirense se expôs de maneira irresponsável.

O flagrante causou enorme mal estar na diretoria, porque o veterano jogador, que recebia R$ 1 milhão por mês, expôs seus companheiros, o protocolo traçado pelos médicos do clube.

Ele foi multado.

E o jogador se sentiu extremamente constrangido. 

Como ele sabia que não estava rendendo dentro de campo, preferiu rescindir seu contrato.

O que deveria ser exemplo acabou não servindo para Luiz Adriano.

E o que irritou a direção, os conselheiros e até Abel Ferreira foi o flagrante.

Luiz Adriano logo após o atropelamento. Sabia estar com a transmissível Covid-19

Luiz Adriano logo após o atropelamento. Sabia estar com a transmissível Covid-19

Reprodução/Twitter

O jogador que comprometeu 10 milhões de euros, R$ 66 milhões, em um contrato de quatro anos, acabou sendo vítima do acaso.

No dia primeiro de abril ficou constatado que, mesmo assintomático, ele estava com Covid-19.

Pela segunda vez.

Foi imediamente afastado do elenco.

A recomendação médica foi a óbvia. 

Ficar isolado em casa.

Por dez dias.

Mas mesmo doente, ele decidiu, no dia 5, segunda-feira, levar a mãe ao supermercado que fica no Shopping Bourbon, na Água Branca, perto do Palmeiras.

Ele garante que apenas dirigia seu carro de mais de R$ 900 mil.

A mãe que faria as compras.

Mas acontece que, na saída do supermercado, ele atropelou um ciclista, que acabou batendo violentamente o rosto no chão. Teve de ser atendido, sangrando.

Luiz Adriano parou o carro e deu toda a assistência ao atropelado, que não se feriu gravemente. Mas a cena foi filmada por vários pedestres.

O jogador se antecipou.

Entrou em contato com a direção do clube.

Explicou seu erro.

O que provocou enorme constrangimento.

Galiotte se apressou para avisar a assessoria de imprensa que ele estava multado.

Para deixar claro que o caso estava resolvido.

Só que houve enorme indignação com o atleta de 32 anos.

Ele recebe direito de imagem.

E foi um jogador do Palmeiras, contaminado pela Covid-19, que ciente que a doença é extremamente contagiosa sai de casa e vai para um supermercado.

Situação bizarra.

De egoísmo incompreensível.

Luiz Adriano e sua Mercedes-AMG S63 Coupé 2021. Mais de R$ 900 mil

Luiz Adriano e sua Mercedes-AMG S63 Coupé 2021. Mais de R$ 900 mil

Reprodução/Instagram

O jogador se desculpou nas redes sociais.

Luiz Adriano sempre foi dos atletas mais dedicados nos treinamentos.

Na preparação para os jogos.

Um dos líderes do grupo.

Ele está constrangido com a situação.

E a direção do Palmeiras decepcionada.

O Grêmio segue muito interessado...

Flagra no cassino e festinhas: as polêmicas de Gabigol na pandemia

Últimas