Cosme Rímoli A alucinante rotina de Jorge Nicola. "Me cobro notícias exclusivas todos os dias."

A alucinante rotina de Jorge Nicola. "Me cobro notícias exclusivas todos os dias."

Uma entrevista que mostra os bastidores do jornalismo esportivo. No seu caminho mais complicado. A apuração de vendas e compras de jogadores. Jorge Nicola revela como luta diariamente por informações

  • Cosme Rímoli | Do R7

São Paulo, Brasil

Ele escolheu um dos ramos mais difíceis do jornalismo esportivo. O de transações de jogadores. Se tornou um especialista.

Suas lives, onde revela negociações de todo o país, se tornaram um grande sucesso. Com carreira importante na imprensa escrita, ele firmou na ESPN/Brasil. Logo migrou para a internet, percebendo todas as possibilidades de uma relação direta com o torcedor.

Não teve a menor dúvida quando a emissora foi direta: para continuar a trabalhar na ESPN/Brasil teria de abandonar seu canal no YouTube. Nicola ficou com a internet. "Acertei. Hoje ganho muito mais dinheiro e tenho total liberdade, porque o canal é meu."

Em entrevista exclusiva, Jorge Nicola detalha sua rotina alucinante de trabalho atrás de notícias de transações. E, um setor que o agrada, e desperta muita curiosidade, expor os salários dos jogadores, técnicos, dirigentes.

Além do canal, mantém seu blog no R7. É comentarista da Paramount. Além de presença constante nos programas esportivos da Band.

A recompensa para tanto esforço não é só financeira. Tem uma legião fiel de seguidores em todas as plataformas. A entrevista detalha como é árduo o caminho para antecipar uma transação no futebol brasileiro. Lidar com empresários, dirigentes, jogadores, torcedores, membros de organizadas. Perceber o que é verdade, mentira ou mera especulação.

Conversa muito importante aos que desejam conhecer os bastidores do jornalismo esportivo neste país.

No Canal do Cosme Rímoli no youtube.

Cada semana nova entrevista com personagem importante do esporte...

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas