Esportes Presidente russo, Putin parabeniza Medvedev por jogar como campeão no US Open

Presidente russo, Putin parabeniza Medvedev por jogar como campeão no US Open

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, parabenizou o tenista Daniil Medvedev nesta terça-feira pela conquista recente do atual número 2 do mundo na ATP no US Open, onde derrotou o sérvio Novak Djokovic na final e impediu que o líder do ranking vencesse os quatro Grand Slam em uma mesma temporada.

"É assim que grandes campeões jogam!", escreveu Putin em mensagem enviada a Medvedev. "Mostrou tremenda classe e persistência. Na partida decisiva você não deu chance a seu famoso rival", frisou o presidente russo.

A conquista de Medvedev em Nova York encerrou um jejum de títulos russos nas chaves masculinas dos Grand Slam que já durava 16 anos. O último tenista daquele país e triunfar em um dos quatro maiores torneios do circuito fora Marat Safin, que em 2005 faturou o Aberto da Austrália, derrotando o ídolo local Lleyton Hewitt na final.

Embora tenha derrotado Djokovic, conquistando o seu primeiro título de Grand Slam, Medvedev ficou mais longe da liderança do ranking da ATP. A diferença entre os dois saiu dos 1.133 pontos na última atualização para os atuais 1.353 na lista divulgada na segunda-feira.

Isso porque Medvedev defendia 1.200 pontos do vice-campeonato em Nova York de 2019, que estavam congelados até então por causa da pandemia do novo coronavírus, e acabou colocando apenas mais 800 pontos na conta com o título. Do outro lado, Djokovic havia parado nas oitavas de final nas duas últimas edições do torneio, defendia apenas 180 pontos e levou para casa 1.200 com o vice.

Se a distância para a liderança do ranking acabou aumentando mesmo com a conquista do US Open, a diferença para quem vem logo abaixo também ficou maior. Atual terceiro colocado na ATP, o grego Stefanos Tsitsipas estava antes 1.630 pontos atrás e agora tem 2.430 de desvantagem para Medvedev.

Últimas