Esportes Por lesões, Brasil faz duas mudanças nos convocados para o Mundial de Handebol

Por lesões, Brasil faz duas mudanças nos convocados para o Mundial de Handebol

Já em Portugal, onde faz a etapa final de preparação para o Mundial Masculino de Handebol, que será disputado no Egito, a seleção brasileira precisou mudar dois nomes no seu elenco. Neste sábado, Matheus Francisco e Gabriel Ceretta foram cortados por lesões, sendo substituídos por Guilherme Borges e José Luciano.

Matheus teve uma fratura na mão esquerda e Ceretta sofreu uma lesão no joelho esquerdo. O técnico Marcus Tatá Oliveira, então, optou por substituí-los por jovens atletas. "Como temos a possibilidade de levar 20 jogadores ao Mundial, nada melhor que começar a testar alguns garotos com potencial para servir a Seleção por muitos anos ainda. Guilherme pode jogar de segundo e de base, e Luciano tem um bom chute de longe e é forte no um contra um", explicou.

Guilherme Borges joga pelo Taubaté, tendo participado do Mundial Junior em 2019, na Espanha. "Eu sabia que estava entre os 35 pré-convocados, mas a gente nunca espera uma lesão de um companheiro de equipe, a gente jogou junto o Mundial Junior. Mas eu estou muito feliz com a notícia da minha convocação, não tenho nem palavras... E agora é trabalhar duro para gente superar o Mundial de 2019. O objetivo não pode ser outro que não o de chegar nas quartas de final", disse o pivô.

Já o lateral esquerdo José Luciano, do Benfica, esteve no último Mundial Juvenil. "No momento em que recebi a notícia, eu fiquei em êxtase, não conseguia acreditar que ainda existia possibilidade de eu estar com a seleção esse ano. Mas eu venho treinando muito para fazer um bom trabalho no meu clube e conseguir ter oportunidades para representar meu País. Foi uma surpresa para mim, eu estou muito feliz em poder fazer parte da Seleção Brasileira", contou.

A seleção brasileira treina em Rio Maior, cidade onde o Comitê Olímpico do Brasil montou uma base para atividades em Portugal. A delegação está lá desde quinta-feira e permanecerá no local até a próxima sexta, seguindo para Cairo, no Egito.

A seleção vai estrear no Mundial em 15 de janeiro, diante da Espanha. Tunísia e Polônia serão os outros adversários da seleção no Grupo B.

Últimas