Por coronavírus, Japão paralisa o futebol até 15/03; tênis de mesa adia Mundial

O temor pelo surto de coronavírus, denominado Covid-19, continua causando consequência no mundo dos esportes. Nesta terça-feira, a Associação de Futebol do Japão (JAF, na sigla em inglês) anunciou a suspensão de todas as partidas oficiais de futebol no país até o dia 15 de março. E a Federação Internacional de Tênis de Mesa (ITTF, na sigla em inglês) adiou o Mundial da modalidade, na cidade de Busan, na Coreia do Sul, de março para o final de junho deste ano.

Até meados de março, além de jogos pela Copa do Japão, deveriam ser disputados 94 duelos das três principais divisões, sendo que 27 eram da J-League, a elite do futebol japonês. A decisão da federação aconteceu mesmo dia em que o governo do Japão anunciou novas medidas para combater a propagação do coronavírus.

"Faremos tudo o que for possível para cooperar na luta contra a propagação", disse Mitsuru Murai, presidente da federação, em conferência de imprensa nesta terça-feira. Esta é a primeira vez que a entidade suspende a competição por razões sanitárias, depois de já o ter feito devido a fenômenos naturais como tsunamis, sismos ou terremotos e tufões.

O coronavírus já infectou 850 pessoas no país que será a sede dos Jogos Olímpicos, em Tóquio, a partir de 24 de julho. Outros eventos esportivos como a Maratona de Tóquio, no próximo domingo, sofreu mudanças por conta do surto da doença que começou na China.

O balanço provisório da epidemia do coronavírus é de 2.705 mortos e mais de 80 mil pessoas infectadas, de acordo com dados reportados até esta segunda-feira, por cerca de 30 países. Além de 2.665 mortos na China, onde o surto começou no final do ano, há registro de vítimas fatais no Irã, Coreia do Sul, Itália, Japão, Filipinas, França e Taiwan.

TÊNIS DE MESA - Também nesta terça-feira, o Mundial de Tênis de Mesa por equipes, agendado para março na cidade sul-coreana de Busan, foi adiado para junho devido ao aumento dos casos de coronavírus registrados no país.

A competição, originalmente marcada para acontecer entre 22 e 29 de março, foi remarcada para o período entre 21 e 28 de junho, de acordo com um cronograma ainda provisório divulgado em um comunicado oficial pela ITTF.

As autoridades de saúde da Coreia do Sul, onde já morreram oito pessoas, anunciaram nesta terça-feira 60 novos casos de coronavírus, elevando o número total de pessoas infectadas com a doença para 893, o mais alto fora da China.