Esportes Palmeiras volta ao Brasil para encarar maratona antes de final da Copa do Brasil

Palmeiras volta ao Brasil para encarar maratona antes de final da Copa do Brasil

O fim do Mundial de Clubes da Fifa e o retorno do Palmeiras ao Brasil deixam o técnico português Abel Ferreira com um problema para resolver pelas próximas semanas. A participação do time no torneio do Catar causou o acúmulo de jogos atrasados pelo Campeonato Brasileiro e as cinco partidas finais são até um certo contratempo para quem está de olho na verdade em outra competição. A equipe não tem mais objetivos no Brasileirão e ainda precisará utilizar o período para se preparar para a decisão da Copa do Brasil. Ao fim de toda essa caminhada, terá acumulado 77 compromissos na temporada de 2020.

Já neste domingo a equipe retoma a campanha ao receber o Fortaleza, no estádio Allianz Parque, em São Paulo. Três dias depois será a vez de enfrentar o Coritiba, em Curitiba. Na sexta, o compromisso é o clássico com o São Paulo. As duas rodadas finais serão na segunda e na quinta-feira da semana seguinte. Primeiramente contra o Atlético Goianiense, em São Paulo, e por fim diante do Atlético-MG, em Belo Horizonte.

Somente três dias depois do jogo em Minas Gerais será a vez de decidir a Copa do Brasil contra o Grêmio. A partida de ida será em Porto Alegre e a volta está marcada para uma semana depois, no Allianz Parque, no dia 7 de março. Entre uma decisão e outra é provável que a equipe tenha de fazer ainda uma partida válida pelo Campeonato Paulista de 2021.

A sequência de jogos faz o Palmeiras ter atuado 12 vezes apenas em 2021 e entrado em campo em 70 partidas oficiais desde o início da temporada, em janeiro de 2020. A equipe não tem uma semana livre para treinar desde agosto. Por isso, a agenda com partidas acumuladas pelas próxima semanas desafia o time a se recuperar fisicamente e a ter tempo de se preparar para o confronto com o Grêmio.

"Temos oportunidade de marcar época aqui, temos mais dois títulos para ganhar (Copa do Brasil e Recopa Sul-Americana). Pode ser um dos anos mais especiais do Palmeiras. Vamos voltar ao Brasil, lamentar as derrotas, não foi o que queríamos, mas sabemos que podemos melhorar. Podemos voltar a vencer e disputar bem os títulos que temos pela frente", explicou o goleiro Weverton depois da partida contra o Al Ahly, pela decisão do terceiro lugar do Mundial de Clubes.

Por ter sido campeão da Libertadores, o Palmeiras tem vaga assegurada na próxima edição do torneio. Neste Brasileirão, a equipe ainda tem chances matemáticas de título, mas isso é bem improvável. Por isso, existe a oportunidade desses próximos confrontos não serem com os principais jogadores. Como Abel Ferreira gosta de dizer, o mais possível é ser agora o momento para gerir energia.

Outro trabalho será também em recuperar o moral. O Palmeiras voltou do Catar com dois resultados ruins. "Chegamos aqui com mérito, vamos aprender com essa experiência. É com esses jogos que nos preparamos para o que temos pela frente. Um título já temos, agora temos mais algumas oportunidades pela frente para conquistar e estaremos preparados para conquistar", disse o técnico.

O clube terá acumulado nesta temporada o número máximo de jogos oficiais possível para um time brasileiro disputar no formato atual do calendário. O Palmeiras disputou 12 jogos de janeiro até março, quando o futebol foi paralisado por causa da pandemia do novo coronavírus. Desde o retorno, em julho, jogou mais 58 compromissos. Agora ainda restam mais sete, dos quais cinco são do Brasileirão e mais outros dois pela Copa do Brasil.

Últimas