Esportes Palmeiras viaja desfalcado de titulares e terá time misto na Libertadores

Palmeiras viaja desfalcado de titulares e terá time misto na Libertadores

Quatro atletas titulares do Palmeiras na final do Campeonato Paulista não viajaram para a Venezuela nesta terça-feira. Rony, Piquerez, Marcos Rocha e Danilo permaneceram em São Paulo e serão poupados da partida de estreia da Copa Libertadores. O time alviverde finalizou a preparação para o jogo contra o Deportivo Táchira nesta manhã e viajou rumo a San Cristóbal na sequência.

Rony e Piquerez se lesionaram durante a partida de volta contra o São Paulo no último domingo. O chileno sofreu um trauma no ombro direito, enquanto o atacante lesionou o joelho esquerdo. Ambos foram substituídos pelo técnico Abel Ferreira no decorrer da partida. Rony, inclusive, precisou sair ainda no primeiro tempo.

Apesar de não terem apresentado lesões, Marcos Rocha e Danilo ficarão de fora do confronto por conta de desgastes físicos. Danilo havia perdido os dois jogos anteriores por estar se recuperando de uma lesão na coxa esquerda. Utilizado na segunda parte da final, o volante voltará a ser poupado.

A preparação para a estreia foi finalizada com treinamentos técnicos e táticos na Academia de Futebol. Primeiro, Abel Ferreira comandou uma atividade de passes e marcação em espaço reduzido, seguida de orientações táticas de posicionamento e jogadas visando o duelo na Venezuela.

A provável escalação que Abel Ferreira deverá mandar a campo é: Weverton; Mayke, Gustavo Gómez, Murilo e Jorge; Jailson, Zé Rafael e Raphael Veiga; Dudu, Gustavo Scarpa e Gabriel Verón.

O lateral-esquerdo Jorge poderá fazer sua primeira partida na competição continental nesta quarta. O jogador falou sobre a ansiedade de entrar em campo, valorizou a importância de momentos como este e garantiu que o Palmeiras está preparado para atuar na partida. Jorge deverá ser o substituto de Piquerez na partida.

"A ansiedade e a vontade de entrar em campo são sempre grandes. Quando iria jogar a Libertadores pelo Flamengo fui vendido ao Monaco. Quando voltei para o Santos fui à Europa novamente sem atuar na Libertadores. Ter a oportunidade de jogar é uma grande ansiedade, a preparação mental e o foco são grandes. É dar meu máximo, como sempre. Temos que aproveitar cada momento, viagem e jogo como se fosse o último. Quando acabar nossa carreira, vamos sentir falta desses momentos", afirmou.

"Estamos sempre preparados. O professor sempre fala que todos devem se preparar porque a oportunidade vai chegar para todos. Durante os treinos venho me dedicando, o grupo todo. Entrei no jogo da final do Paulista a mil por hora, dando o gás no final para sustentar o placar. Foi a primeira final que disputei em campo, importante demais para mim", completou o lateral.

Últimas