Olimpíadas Renan Dal Zotto melhora e deve receber alta neste sábado

Renan Dal Zotto melhora e deve receber alta neste sábado

Segundo vice-presidente da CBV, Radamés Lattari, técnico da seleção masculina está na reta final de recuperação da covid-19

  • Olimpíadas | André Avelar, do R7

Renan Dal Zotto respira sem ajuda de aparelhos

Renan Dal Zotto respira sem ajuda de aparelhos

Ricardo Borges/Folhapress

Depois de 35 dias internado, o técnico da seleção brasileira masculina de vôlei, Renan Dal Zotto, deve receber alta hospitalar neste sábado (22), recuperado da covid-19. A informação é do disse o vice-presidente da CBV (Confederação Brasileira de Voleibol), Radamés Lattari.

Renan chegou a ficar intubado, durante sua internação no Hospital Samaritano, localizado na zona sul do Rio de Janeiro, mas agora apresenta um quadro estável, já na reta final da recuperação. Ele caminha pelo quarta e não precisa de auxílio de aparelhos para respirar.

"O Renan vai ter alta amanhã [neste sábado]. Vai poder ir para a casa. Quando ele tirou o tubo, começou a respirar sozinho e ficou muito feliz e emocionado. Já está caminhando um pouquinho mais e é uma vitória para a gente. O carinho e a torcida brasileira foi fundamental", disse emocioanado, Radamés, que também chegou a ficar internado por conta da covid-19.

Internado desde o dia 16 de abril, Renan Dal Zotto, de 60 anos, foi extubado pela segunda vez no início deste mês. Foram iniciadas as sessões de fisioterapia e o treinador está lúcido, interagindo com os médicos e familiares.

Três dias depois de ser internado, o técnico da seleção de vôlei foi intubado para manter o nível da saturação de oxigênio mais alto. O treinador passou por uma cirurgia vascular nesse mesmo dia por conta de uma trombose arterial aguda.

O técnico já tomou a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus, em Santa Catarina. Com 60 anos, ele se enquadra no grupo prioritário da saúde por ser profissional de Educação Física.

O Brasil se prepara para a disputa da Liga Mundial e também dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020. Enquanto Renan se recupera, o auxiliar Carlos Schwanke comanda o time com o apoio da comissão técnica.

Craques querem Olimpíada, mas clubes podem atrapalhar planos

Últimas