Olimpíadas Larissa Oliveira fica fora das semifinais dos 100m nado livre

Larissa Oliveira fica fora das semifinais dos 100m nado livre

Brasileira fez o tempo de 55s53. Brasil também foi eliminado no 200m medley masculino e revezamento 4x200 livre feminino

  • Olimpíadas | Do R7

Larissa Oliveira, de 28 anos, não foi bem na prova e acabou de fora da semifinal

Larissa Oliveira, de 28 anos, não foi bem na prova e acabou de fora da semifinal

Kai Pfaffenbach/Reuters - 28.07.2021

A nadadora brasileira Larissa Oliveira não avançou para as semifinais dos 100 metros nado livre nos Jogos Olímpicos de Tóquio. O sexto lugar em sua série e o tempo de 55s53 nesta quarta-feira (28) não foram suficientes para colocá-la na lista de 16 atletas que passaram à próxima fase da competição. 

Larissa voltará ainda para a piscina do Centro Aquático de Tóquio para o revezamento 4x200m livre com as companheiras Aline Rodrigues, Nathalia Almeida e Gabrielle Roncatto.

200m medley

Os brasileiros Caio Pumputis e Vinicius Lanza também não conseguiram classificação para as semifinais da prova de 200m medley da natação nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020.

Nessa prova, o primeiro brasileiro a entrar na piscina foi o Vinicius, que fez o tempo de 1min58s92. Depois, foi a vez de Caio disputar a vaga nas semifinais, e fez o tempo de 1min58s36. Eles não conseguiram avançar. O 16º melhor tempo nessa fase, que foi o último classificado, foi de 1min58s15, do japonês Seto Daiya.

O nadador Michel Andrew, dos Estados Unidos, fez o melhor tempo da classificatória, com a marca de 1min.56s40. O tempo dele foi seguido pelo 1min56s89 do suiço Jeremy Desplanches, e 1min57s27 de Lewis Clareburt, da Nova Zelândia.

4x200 livre

Para finalizar a participação brasileira na natação nesta quarta-feira, o time feminino brasileiro ficou de fora da final do revezamnento 4x200m livre. As nadadoras brasileiras fizeram a marca de 7min59s50.

Nessa prova, a equipe da Austrália passou com o melhor tempo, em 7min44s61. Os Estados Unidos aparecem na sequência, com a marca de 7min47s57. A pior marca entre os oito classificados foi da equipe hungra, que fez a prova em 7min56s16.

Últimas