Olimpíadas Jamaicana leva o bi nos 100 m rasos e bate recorde olímpico em Tóquio

Jamaicana leva o bi nos 100 m rasos e bate recorde olímpico em Tóquio

Atual medalhista de ouro no Rio, Elaine Thompson-Herah cravou a marca de 10s61. Prata e bronze também ficaram com a Jamaica

  • Olimpíadas | Do R7

Thompson comemora ao cruzar a linha de chegada e bater o recorde olímpico

Thompson comemora ao cruzar a linha de chegada e bater o recorde olímpico

Jewel SAMAD/AFP - 31.07.2021

A Jamaica dominou a final da prova feminina dos 100 m rasos. A atual medalhista de ouro no Rio, em 2016, Elaine Thompson-Herah, 29 anos, levou o bicampeonato olímpico nos Jogos de Tóquio e, de quebra, bateu o recorde olímpico ao cravar 10s61. A marca representa o segundo melhor tempo de toda a história. 

As compatriotas da medalhista de ouro Shelly-Ann Fraser-Pryce (10s74) e Shericka Jackson (10s76) levaram a prata e o bronze, respectivamente.

Fraser-Pryce, 34, é a atual campeã mundial e havia ganhado a medalha de ouro nesta prova em Pequim 2008 e Londres 2012. No Rio de Janeiro, em 2016, ficou com o bronze.

O pódio 100% jamaicano não foi exatamente uma surpresa, mas a vencedora sim, já que a favorita era justamente Fraser-Pryce, que tinha o melhor tempo da temporada. Durante o duelo, ela chegou a figurar na frente da compatriota, mas foi vencida nos metros finais.

O recorde quebrado, hoje, tinha 33 anos e foi obtido pela norte-americana Florence Griffith Joyner em Seul 1988. No mesmo ano, ela também cravou o recorde mundial de 10s49, que ainda não foi batido.

Últimas