Esportes Na Argentina, Rony garante 3ª vitória seguida do Palmeiras na Libertadores

Na Argentina, Rony garante 3ª vitória seguida do Palmeiras na Libertadores

Depois de um primeiro tempo muito ruim tecnicamente, a estrela de Rony brilhou na etapa final, o Palmeiras bateu o Defensa y Justicia por 2 a 1, nesta terça-feira, na Argentina, e disparou na liderança do Grupo A da Copa Libertadores, com nove pontos. Atual campeã, a equipe do técnico Abel Ferreira tem 100% de aproveitamento e está com a vaga na próxima fase bem encaminhada.

Não é exagero chamar Rony de "Senhor Libertadores". O desempenho do atacante no torneio é impressionante. Em 14 jogos pelo Palmeiras são nove gols e nove assistências.

Pouco se aproveitou dos primeiros 45 minutos, quando as duas equipes nada produziram. No segundo tempo, a história do jogo mudou completamente, principalmente graças a Rony, que apresentou ótima conexão com Luiz Adriano.

Logo no primeiro minuto, o companheiro deu belo passe para Rony, que desviou na saída do goleiro para abrir o placar. A cena se repetiu aos 10 minutos com nova assistência de Luiz Adriano para a finalização certeira de Rony.

Com dois gols de vantagem, o Palmeiras acabou relaxando e permitiu que o Defensa y Justicia diminuísse aos 22. Após cobrança de falta, Tripichio sobrou livre para marcar.

O jogo, então, passou a ficar perigoso para o Palmeiras. O time se fechou na defesa e deu campo de jogo para o adversário passar a rondar a área de Weverton. O Defensa y Justicia apostava sobretudo nas bolas alçadas à área, mas o Palmeiras soube se segurar para garantir a terceira vitória na Libertadores.

FICHA TÉCNICA:

DEFENSA Y JUSTICIA 1 x 2 PALMEIRAS

DEFENSA Y JUSTICIA - Unsain; Juan Rodríguez, Breitenbruch e Brítez; Matías Rodríguez, Loaiza (Ortiz), Tripichio, Benítez e Gallardo (Rius); Walter Bou e Hachen. Técnico: Sebastián Beccacece.

PALMEIRAS - Weverton; Luan, Gustavo Gómez e Renan; Marcos Rocha, Danilo (Felipe Melo), Patrick de Paula (Danilo Barbosa), Raphael Veiga (Mayke) e Victor Luis; Luiz Adriano (Wesley) e Rony. Técnico: Abel Ferreira.

GOLS - Rony, a 1 e aos 10, e Tripichio, aos 22 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Hachen, Walter Bou, Loaiza, Brítez, Victor Luis e Juan Rodríguez.

ÁRBITRO - Wilmar Roldán (Colômbia).

RENDA E PÚBLICO - Jogo sem torcida.

LOCAL - Estádio Norberto Tito Tomaghello, em Buenos Aires, na Argentina.

Últimas