Esportes Mesmo com acesso, elenco da Chapecoense cruza os braços para cobrar débitos

Mesmo com acesso, elenco da Chapecoense cruza os braços para cobrar débitos

Não houve treino da Chapecoense nesta terça-feira. Os jogadores foram até o centro de treinamento, em Chapecó (SC), mas não para se preparem para o jogo de quinta-feira contra a Ponte Preta, em casa, pela 36.ª e antepenúltima rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O elenco se reuniu com dirigentes para cobrar salários atrasados.

A conversa teria sido bastante dura. Não é para menos. De acordo com a rádio Chapecó, em relação aos vencimentos de 2020 o clube deve um mês de CLT, seis meses de direito de imagem, além de parte do 13.º salário e das férias.

A diretoria trabalha para pagar parte das pendências ainda essa semana e a expectativa é que nesta quarta-feira os jogadores treinem normalmente visando o jogo que pode colocar a Chapecoense novamente na liderança da Série B.

Graças ao empate sem gols do América-MG com o Brasil-RS, em Pelotas (RS), nesta terça-feira, a Chapecoense depende apenas de si para ser campeã. Os mineiros estão na liderança com 69 pontos, dois a mais que os catarinenses, que ainda não entraram em campo pela rodada. Tanto Chapecoense como o América-MG já garantiram o acesso à Série A em 2021.

Últimas