Esportes Medvedev vai às oitavas do Aberto da Austrália em dia de harmonia com a torcida

Medvedev vai às oitavas do Aberto da Austrália em dia de harmonia com a torcida

Daniil Medvedev finalmente teve um dia de paz no Aberto da Austrália. O número 2 do mundo ganhou com facilidade do holandês Van De Zandschulp, por 6/4, 6/4 e 6/2, e conseguiu conviver em harmonia com os torcedores australianos, um jogo após ser vaiado e atrapalhado nos saques contra Nick Kyrgios. Com o triunfo, avançou às oitavas de final do primeiro Grand Slam do ano.

Cabeça de chave número 2, o russo desponta como principal favorito à conquista após a deportação do sérvio Novak Djokovic, que não se vacinou contra a covid-19. Ele garante estar concentrado, mas espera não ter as arquibancadas como um oponente a mais.

O polêmico russo não costuma se dar bem com os torcedores rivais. No US Open, mostrou o dedo do meio após vaias e na estreia do Aberto da Austrália, reclamou muito da pressão recebida em duelo contra o local Kyrgios. Chegou a pedir silêncio na entrevista pós-jogo, ainda na quadra, e disse que alguns torcedores tinham QI baixo.

Aquela pressão foi um forma encontrada pelos australianos para tentar desestabilizar o russo. Neste sábado, o comportamento voltou ao normal, para alívio de Medvedev. "Eu esperava que vocês fossem um pouco mais legais comigo", brincou Medvedev ao interagir com os espectadores. "Vou colocar desta forma: é mais fácil jogar com um jogador da Holanda do que um australiano em Melbourne", seguiu, mais descontraído.

Por fim, selou a paz de vez. "Qualquer bom relacionamento tem seus altos e baixos. Então acho que é bom, divertido e real, um relacionamento está se desenvolvendo", acrescentou, desta vez aprovando o comportamento dos locais.

Em quadra, em reencontro recente com Van De Zandschulp, ele não quis repetir a bobeira do US Open, na qual perdeu um set e viu o holandês dificultar sua vitória. Com aproveitamento alto do saque (82%) e 10 aces, pressionou desde o início e precisou de menos de duas horas (1h57) para confirmar o favoritismo.

Os dois primeiros sets foram semelhantes, com o russo quebrando o serviço no terceiro game e partindo para fechá-los em 6/4. A última parcial foi ainda mais fácil. Duas quebras e 6/2 para festa na Margaret Court Arena.

Outro favorito a avançar sem sustos às oitavas foi o canadense Félix Auger-Aliassime, com 6/4, 6/1 e 6/1 sobre Daniel Evans. Stepanos Tsitsipas, cabeça 4, teve um pouco mais de trabalho. O grego precisou de quatro sets para despachar o francês Benoit Paire. Ganhou por 6/3, 7/5, 6/7 (2/7) e 6/4.

O sábado ainda teve a vitória do italiano Jannik Sinner, cabeça de chave 11, sobre o japonês Taro Daniel, por 6/4, 1/6, 6/3 e 6/1 e o americano Taylor Fritz ganhando batalha de cinco sets contra o espanhol Roberto Batista, por 6/0, 3/6, 3/6, 6/4 e 6/3.

Últimas