Esportes Medalhista olímpica, Adriana Behar se torna 1ª mulher a atuar como CEO da CBV

Medalhista olímpica, Adriana Behar se torna 1ª mulher a atuar como CEO da CBV

A Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) anunciou nesta quarta-feira que Adriana Behar vai ocupar o cargo de CEO da entidade, abaixo apenas do presidente Walter Pitombo Laranjeiras. A medalhista olímpica se torna, assim, a primeira mulher e ex-atleta a ocupar o principal cargo executivo de uma confederação popular do país.

Dona de duas medalhas olímpicas, prata em Sydney-2000 e Atenas-2004, Adriana vai assumir o cargo no dia 1º de março. "Tenho certeza de que tenho pela frente um desafio enorme, para o qual me preparei nos últimos anos. Me sinto pronta para ser um dos vetores de transformação para ajudar o presidente Toroca e o Radamés Lattari no processo de modernização e reestruturação da CBV", disse a nova CEO da entidade.

Ela vai substituir Radamés Lattari, que se licenciou do cargo no fim do ano passado e partir de agora vai ocupar somente a posição de vice-presidente. "É uma enorme alegria ter uma atleta do nível da Adriana na função de principal executiva da CBV. Tenho certeza de que ela se preparou para esta missão e terá todo o respaldo para realizar as transformações necessárias para que o vôlei brasileiro siga sua trajetória de sucesso", disse Pitombo Laranjeiras.

Aos 51 anos, Adriana vai encarar seu maior desafio profissional desde que se aposentou das quadras de areia. A ex-jogadora de vôlei de praia se especializou em gestão de negócios e já atuou como gestora esportiva anteriormente. Ela foi gerente geral de planejamento esportivo do Comitê Olímpico do Brasil (COB), entre 2011 e 2018.

Últimas