Esportes Mazepin diz que aprendeu após polêmica de assédio: 'Não me comportei como devia'

Mazepin diz que aprendeu após polêmica de assédio: 'Não me comportei como devia'

Há pouco mais de dois meses, um vídeo publicado nas redes sociais mostrou o russo Nikita Mazepin, novo piloto da Haas, assediando sexualmente uma mulher, o que manchou a imagem de um dos estreantes da Fórmula 1 em 2021. Nesta quinta-feira, durante a apresentação do carro da equipe americana para a nova temporada, ele deu declarações sobre o assunto e disse que o ocorrido deixou aprendizados, apesar de não ter orgulho algum.

"Acima de tudo, é muito importante dizer que minhas ações naquele incidente de dezembro foram incorretas", disse Mazepin, que se filmou agarrando os seios de uma mulher, claramente incomodada com a situação. "Eu assumo responsabilidade completa por isso. Foi um grande aprendizado e posso dizer com convicção que hoje sei muito mais sobre esse tipo de assunto do que antes, então há uma pequena parte positiva nisso", destacou.

"Como eu reflito sobre minhas ações é muito claro, não tenho orgulho disso. Não me comportei como devia, estando na Fórmula 1, e a fase de transição para perceber o que conquistei foi muito curta e não me adaptei a isso como deveria", prosseguiu o piloto de 22 anos, que fez aniversário nesta quarta-feira.

Sobre a campanha nas redes sociais #WeSayNoToMazepin (Nós dizemos não a Mazepin), o piloto da Haas disse que vai se concentrar no seu trabalho na pista. "Não sou capaz de colocar palavras na boca das pessoas. Tenho certeza de que vou entregar na pista. Estou confiante com o esforço que estou colocando e com a direção que estou tomando, os resultados estarão lá, e vou tentar fazer com que as corridas falem", completou Mazepin.

Nesta quinta-feira, a Haas apresentou o seu carro para a temporada 2021, que carrega as cores presentes na bandeira da Rússia, país-sede de seu patrocinador, a Uralkali. Neste ano, o alemão Mick Schumacher, filho da lenda Michael Schumacher, e Mazepin, filho do patrocinador, estarão à frente do cockpit. O brasileiro Pietro Fittipaldi, que estreou na categoria em 2020, no GP de Sakhir, no Bahrein, será o piloto de testes, com contrato renovado.

Últimas