Esportes Manchester United empresta meia belga Andreas Pereira ao Flamengo por um ano

Manchester United empresta meia belga Andreas Pereira ao Flamengo por um ano

O Flamengo acertou nesta sexta-feira a contratação de Andreas Pereira. Assim como Kenedy, o reforço chega por empréstimo de um ano com opção de compra ao final do vínculo. Ele foi emprestado pelo Manchester United, da Inglaterra, e é uma opção para suprir a saída de Gerson, negociado com o Olympique de Marselha há dois meses. O clube rubro-negro vai bancar 60% do salário do atleta.

Para anunciar o jogador nas redes sociais, o Flamengo aproveitou uma coincidência com a origem do meio-campista. "Flamengo", do inglês Flemish, é o gentílico designado para se referir a quem nasce na região flamenga de Flandres, ao norte da Bélgica. O clube disse que Andreas, por isso, "nasceu Flamengo".

O Flamengo se apressa para regularizar o jogador a tempo de tê-lo nas quartas de final da Copa do Brasil, contra o Grêmio. O meio-campista participou da pré-temporada do Manchester United e está em boa condição física. Kenedy foi o outro reforço que o clube anunciou nesta semana, por empréstimo, vindo do Chelsea. O atacante ainda está em isolado em Londres depois de contrair a covid-19 e vai atrasar sua chegada ao Rio de Janeiro.

Andreas Hugo Hoelgebaum Pereira nasceu na Bélgica, mas é filho de pais brasileiros. Ele iniciou carreira aos 9 anos no PSV Eindhoven, da Holanda. Em 2011, o jogador se transferiu para o Manchester United, onde estreou pela equipe principal em 2014. No clube inglês, atuou em 103 jogos e marcou oito gols. O meia também acumula passagens por Granada e Valencia, da Espanha, e Lazio, da Itália, pela qual jogou a última temporada.

Andreas é um jogador versátil e tem atuado como segundo volante. No início de carreira, o belga jogava como meia-atacante pelas extremidades. Na nova função, começou a ganhar mais minutos em campo. Fez 33 partidas pela Lazio na última temporada e 40 pelo Manchester em 2019/2020.

O reforço do Flamengo representou a seleção da Bélgica nas categorias de base e defendeu a seleção brasileira de base em 2014 na disputa de um torneio na China. No ano seguinte foi vice-campeão do Mundial Sub-20, marcando gol na final contra a Sérvia. Em agosto de 2018, Andreas se tornou o quarto jogador não nascido no País a ser convocado para a seleção principal pelo técnico Tite.

Últimas