Paraguaios querem jogar de "igual para igual" contra a Argentina

Concepción (Chile), 28 jun (EFE).- O meia Nelson Valdez e o zagueiro Pablo Aguilar afirmaram neste domingo que jogarão "de igual para igual" com a Argentina, adversária do Paraguai na partida de terça-feira, umas das semifinais da Copa América. "O que não queremos é sofrer como no primeiro tempo contra Argentina, nem ir à frente sem tocar a bola. Não queremos cometer os mesmos erros", disse Valdez, em referência ao primeiro jogo dos paraguaios na competição, justamente contra os argentinos, que acabou empatado em 2 a 2. Após vencer o Brasil nos pênaltis nas quartas de final, Valdez comentou que a seleção paraguaia vai, aos poucos, recuperando o prestígio no continente. "Estamos conseguindo que as pessoas voltem a nos respeitar outra vez. Estamos entre os quatro melhores da América do Sul e queremos mais", acrescentou. Nomeado o melhor da partida que eliminou a seleção brasileira, Valdez constatou que tanto paraguaios como argentinos "foram melhorando" à medida que passaram de fase no torneio e aproveitou para alfinetar o Brasil em tom de brincadeira. "A seleção brasileira é uma das melhores do mundo, menos contra nós", comentou com humor. Segundo Pablo Aguilar, "a Argentina tem jogadores mais habilidosos" que o Brasil, mas devem sair para o jogo igual aos brasileiros. "Se nos fechamos atrás, eles (Argentina) têm jogadores para abrir o campo e podem chegar muito facilmente ao gol", analisou o zagueiro paraguaio. EFE atc/vnm (vídeo) (foto)