Mais Esportes Keno Marley perde final e fica com a prata no Mundial de Boxe

Keno Marley perde final e fica com a prata no Mundial de Boxe

Brasileiro foi derrotado por Lauren Alfonso Domingues, lutador de Cuba naturalizado do Azerbaijão, na decisão dividida por pontos

Brasileiro fez grande campanha em Belgrado e ficou com a medalha de prata

Brasileiro fez grande campanha em Belgrado e ficou com a medalha de prata

Reprodução/COB

Keno Marley Machado foi derrotado por pontos, nesta sexta-feira (5), em Belgrado, na Sérvia, por Lauren Alfonso Domingues, cubano naturalizado do Azerbaijão, na decisão dividida por pontos (3 a 2). O brasileiro ficou com a prata e a premiação de US$ 50 mil (R$ 276 mil).

Na Olimpíada de Tóquio, Keno, de 21 anos, perdeu nas quartas de final para o britânico Benjamin Whittaker, em decisão bastante polêmica dos jurados. Ele também foi campeão olímpico da juventude em 2018 e prata nos Jogos Pan-Americanos de 2019.

“Marley é porque meu irmão gostava muito do Bob Marley e tinha os filhos do Bob Marley que têm os nomes legais também. E o Keno é um nome com menção às grandes paisagens, o Grand Canyon”, explica o baiano de Conceição de Almeida.

A prata de Keno foi a oitava medalha do boxe brasileiro na história dos mundiais. Em 1986, Hamilton Rodrigues foi bronze, em Reno, EUA. Everton Lopes ganhou o título mundial, em 2011, no Azerbaijão, quando Esquiva Falcão conquistou bronze.

Em 2013, mais dois pódios brasileiros, desta vez no Casaquistão, com Robson Conceição (prata) e Everton Lopes (bronze). Em Doha-2015, Robson ficou com o bronze. Em 2019, Hebert Conceição foi bronze.

O Mundial, que contou com a participação de 508 atletas, de 88 países, vai até sábado e nesta edição a novidade do Mundial é que a Associação Internacional de Boxe (AIBA, na sigla em inglês) vai distribuir US$ 2,6 milhões (R$ 14,5 milhões na cotação atual) aos medalhistas. O ouro vale US$ 100 mil (R$ 551 mil), a prata representa US$ 50 mil (276 mil) e o bronze garante US$ 25 mil (R$ 139,4 mil).

Mansão e BMWs de Maradona serão leiloadas para pagar dívidas

Últimas