Mais Esportes Djokovic supera Tsitsipas e vence 1º título em mais de seis meses

Djokovic supera Tsitsipas e vence 1º título em mais de seis meses

Conquista do tenista sérvio em Roma é a primeira de 2022 e a 38ª de Masters 1000 na carreira. Atleta venceu na final por 2 sets a 1

Agência Estado - Esportes
Djokovic bateu Tsitsipas por 2 sets a 1 e levou o Aberto de Roma

Djokovic bateu Tsitsipas por 2 sets a 1 e levou o Aberto de Roma

Andreas SOLARO / AFP

O sérvio Novak Djokovic conquistou o título do Aberto de Roma neste domingo (15) ao vencer o grego Stefanos Tsitsipas por 2 sets a 0. Número 1 no ranking da ATP, Novak conquista seu primeiro título na temporada 2022, após perder parte das disputas por sua polêmica decisão de não se vacinar contra a Covid-19.

Esta é a sexta vez na história que Djokovic fatura o torneio em Roma e a 38ª conquista do tenista sérvio em torneios Masters 1000, dois à frente de Rafael Nadal. Djokovic ficou de fora do Aberto da Austrália por não ter se vacinado contra a Covid-19. Nos torneios anteriores, havia caído precocemente em Dubai e Monte Carlo. O tenista melhorou seu desempenho, chegando à final em Belgrado, em casa, e depois caiu na semifinal para o campeão Alcaraz em Madri.

Neste domingo, após ser implacável no primeiro set e fazer 6 a 0 no número 5 do ranking, Djokovic precisou se superar para buscar uma virada sobre o rival grego. Tsitsipas chegou a abrir 5 a 2 de vantagem, mas Djoko levou o set para o tie-break, que terminou apertado por 7 a 5.

"Posso dizer que me surpreendi. Tinha um plano de jogo claro e sabia o que esperar e o que eu precisava fazer, e joguei um primeiro set perfeito. Depois o jogo ficou um pouco mais complicado. A essa altura, um ou dois pontos podem mudar o jogo, e ele [Tsitsipas] estava em vantagem por 4 a 1", disse o campeão do torneio.

"A partida poderia facilmente ter ido para o terceiro set, mas encontrei a bolas certas no momento correto para voltar ao jogo. No tie-break, eu estive um pouco melhor, mas ainda estava apertado para ambos os lados", completou Djokovic.

A disputa teve duração de uma hora e 36 minutos e também ajuda Djokovic a estender sua vantagem de grandes títulos, somando agora 63 conquistas, ante 58 de Rafael Nadal e 54 de Roger Federer. Com o triunfo em Roma, o sérvio ganhou ao menos uma grande competição do circuito nos últimos 12 anos.

Djokovic ainda aumentou as apostas para Roland Garros. "Eu estou trabalhando minha forma nas últimas semanas e sabia que meu melhor desempenho geralmente acontece na altura das disputas em Roma, então não havia maneira melhor de chegar para o Roland Garros do que com um título."

Número 1 vence também no feminino

A polonesa Iga Swiatek, número 1 do mundo, também levou a melhor no WTA feminino de Roma neste domingo. Ela derrotou a tunisiana Ons Jabeur por 2 sets a 0, com parciais de duplo 6-2. Swiatek confirma assim o bicampeonato do torneio. Este é o quinto título consecutivo da tenista polonesa no tour do WTA.

A estrela de 20 anos ainda chega a uma sequência de 28 vitórias consecutivas, botando fim a uma sequência de 11 vitórias da tunisiana. "No início do torneio, eu não sabia se seria possível manter a sequência com todas as vitórias. Estou muito feliz por conseguir, eu segui passo a passo e só foquei o lado positivo, isso me guiou ao sucesso nesta semana. Estou muito orgulhosa de mim mesma e do time."

Tom Brady assina acordo de R$ 1,9 bilhão para virar comentarista

Últimas