Mais Esportes Competição de kitesurfe dá colorido especial a cartão postal cearense

Competição de kitesurfe dá colorido especial a cartão postal cearense

Ilha do Guajiru, em Itarema, foi destino escolhido por organização internacional para receber maiores atletas do mundo de 17 a 21 de novembro

Pipas de kitesurfe já fazem parte do cenário de famosas praias cearenses

Pipas de kitesurfe já fazem parte do cenário de famosas praias cearenses

Fabio Arruda/Divulgação/Impressões de Viagens

A Ilha do Guajiru, em Itarema, a 200 quilômetros ao norte de Fortaleza (CE), ganhará um colorido especial. O local receberá de 17 a 21 de novembro o Superkite Brasil. A competição internacional de kitesurfe reunirá alguns dos maiores nomes do esporte que se utiliza de uma pipa e uma prancha para deslizar sobre as águas e se lançar em manobras incríveis pelo ar.

O evento, maior do Brasil na modalidade freestyle, tem a chancela da Global Kitesports Association (GKA), que viu nas águas quentes e sossegadas da ilha as condições perfeitas de velejo. A pandemia do novo coronavírus inclusive fez com que a organização desenvolvesse um protocolo especial para a realização da competição.

Depois de anos na praia do Cumbuco, local ícone do kitesurfe mundial, a mudança para a Ilha do Guajirú convida o mundo a conhecer mais um paraíso cearense. Formanda por uma extensa faixa de areia, o local está separado do continente por uma grande lagoa de água salgada, sem ondas, com média de um metro de profundidade, o que a torna ideal para manobras de freestlye.

O Superkite foi o primeiro evento do país a sediar uma etapa do  Circuito Mundial do esporte. Ao longo de quase duas décadas, o Ceará se tornou um dos destinos turísticos mais importantes do Brasil para a prática da modalidade,  além do reconhecimento de um dos melhores lugares do mundo para a prática dos esportes náuticos e de velejo.

Primeiro da história! Atleta com síndrome de Down completa Ironman

Últimas