Mais Esportes Brittney Griner é libertada de prisão russa após acusação de porte ilegal de substância com Cannabis

Brittney Griner é libertada de prisão russa após acusação de porte ilegal de substância com Cannabis

Jogadora de basquete americana será trocada por traficante de armas russo que foi preso nos Estados Unidos

  • Mais Esportes | Do R7

Em outubro, a mulher de Brittney Griner afirmou que a atleta tinha medo de ser esquecida na Rússia

Em outubro, a mulher de Brittney Griner afirmou que a atleta tinha medo de ser esquecida na Rússia

REUTERS/Evgenia Novozhenina/Pool//File Photo

A jogadora de basquete Brittney Griner foi libertada nesta quinta-feira (8) da prisão na Rússia, segundo informações do governo dos Estados Unidos. Presa desde o início do ano, a atleta, em uma troca inédita de prisioneiros americanos e russos, será trocada por um traficante de armas russo que foi detido em território americano. 

Griner foi acusada de porte ilegal de substância com Cannabis ao chegar a um aeroporto na Rússia. Ela foi condenada a nove anos de prisão, o que Washington chamou de arbitrariedade. Em agosto, os advogados da atleta apresentaram um recurso contra a decisão.

Desde o início do julgamento da estrela do basquete, o presidente dos Estados Unidos negociava uma troca de prisioneiros entre os países, para que a atleta fosse solta. Nesta quinta-feira, no entanto, Joe Biden afirmou que a jogadora já foi solta e agora está sob custódia de autoridades americanas, para retornar ao país natal.

Brittney Griner foi a primeira escolha do draft WNBA em 2013 e foi selecionada pelo Phoenix Mercury. A jogadora se destacou na equipe e se tornou uma verdadeira estrela do esporte. Ela passou a fazer parte da seleção de basquete dos Estados Unidos e ganhou a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de 2016 e 2020.

Conheça Victor Wembanyama, o jogador francês de basquete que pode ser o próximo LeBron

Últimas