Esportes Léo Moura agradece convite para jogar e prevê parceria com o São Caetano

Léo Moura agradece convite para jogar e prevê parceria com o São Caetano

O São Caetano, sob nova gestão, está trabalhando forte para reforçar o seu elenco com grandes nomes do futebol brasileiro. O clube do ABC paulista entrou em contato com o lateral-direito Léo Moura para saber o interesse do atleta em defender o time. O jogador admitiu ter ficado balançado com a possibilidade, mas não pensa em um retorno imediato aos gramados.

"Fiquei muito feliz com o convite, ainda mais vindo do Márcio Granada (novo CEO do São Caetano). É um cara que tenho muita admiração e participou diretamente da minha despedida do Flamengo. Foi um dos organizadores. Mas, a princípio, não penso em voltar a jogar. Tomei essa decisão com a cabeça bem tranquila. Seria difícil voltar a jogar neste momento", falou o lateral-direito.

Léo Moura, no entanto, abriu as portas para uma futura parceria com o São Caetano. A amizade com Márcio Granada pode ser crucial para um desfecho positivo entre as partes. "Depois que anunciei a parceria, fui convidado por uma empresa italiana para trabalhar com gerenciamento de atletas. Inclusive, estou no Brasil com essa ambição, como representantes desta empresa. Mas pode acontecer da gente vir a ajudar o São Caetano de uma outra forma", revelou.

Léo Moura tem 42 anos e não joga oficialmente desde 2020, quando defendeu as cores do Botafogo-PB. O lateral-direito recusou também uma volta ao esporte, neste momento, como técnico ou dirigente.

O lateral-direito apareceu no futebol com a camisa do Botafogo e rodou por Vasco, Palmeiras, São Paulo, Fluminense e Braga (Portugal) até chegar ao Flamengo, onde ficou por 10 anos. No clube rubro-negro, virou ídolo e marcou época ao lado do lateral-esquerdo Juan. Conquistou inúmeros títulos como Campeonato Brasileiro (2009), Copa do Brasil (2006 e 2013) e Campeonato Carioca (2007, 2008, 2009, 2011 e 2014).

Saiu do Flamengo para jogar no Fort Lauderdale Strikers, dos Estados Unidos. Passou ainda por Metropolitano-SC, Santa Cruz, Grêmio - onde foi campeão da Copa Libertadores em 2017 - e encerrou a carreira no Botafogo-PB.

Últimas