Zada exalta classificação e planejamento do Volta Redonda na Taça Guanabara

Voltaço duela contra o Boavista no próximo domingo de olho em uma vaga na decisão da competição

Lance

Lance

Lance

Desde que iniciou o projeto de reformulação das categorias de base e desenvolveu suas características competitivas na equipe principal, o Volta Redonda mostra que suas qualidades vão muito além das quatro linhas. Classificado para semifinal da Taça Guanabara, o time medirá forças contra o Boavista, no próximo domingo (16/02), às 16h, no Elcyr Resende, podendo carimbar seu lugar na decisão do turno se vencer o confronto.

De acordo com o diretor de futebol Zada, o resultado alcançado até agora é reflexo do planejamento direcionado com uma nova proposta de trabalho, cujos traços foram se alinhando no decorrer do Campeonato Carioca.

- Isso se deve a uma palavra que tentamos seguir à risca dentro do clube: planejamento. Um planejamento iniciado quando entrevistamos cerca de seis treinadores e apresentamos nosso clube e o que queríamos do treinador escolhido. Fizemos uma pré-temporada voltada em novos conceitos aplicados pelo técnico Luizinho Vieira e no início víamos dificuldades, pois toda mudança gera uma desconfiança. Nos amistosos preparatórios não tínhamos encaixado a maneira de jogar, mas no decorrer da competição os resultados foram aparecendo e o grupo foi criando confiança para vencer - afirmou Zada.

Há cinco anos no Volta Redonda, Zada tem contribuído para que o clube da Cidade do Aço ganhe destaque nacional. Nesse período, o Volta Redonda ganhou elevação estrutural com categorias de base, reconhecida pela CBF, melhorou seu posicionamento no ranqueamento nacional, mostrou poder competitivo no Campeonato Brasileiro Série C e desempenha papel relevante como quinta força do futebol Carioca. Agora o clube pode conquistar sua primeira Taça Guanabara.

- Chegar na semifinal da Taça Guanabara pela primeira vez em cinco anos no clube ratifica um trabalho que vem sendo feito com seriedade. Mérito de todos os membros da comissão técnica, capitaneado pelo Luizinho que tem seus méritos por essa condução também, e aos atletas que entenderam que precisávamos dar um passo além nessa temporada. É rumo a isso que vamos juntos - completa Zada.