Lance Weverton celebra 1º treino com bola: 'Algo parecido com nossa realidade'

Weverton celebra 1º treino com bola: 'Algo parecido com nossa realidade'

Primeira atividade técnica ocorreu nesta quarta-feira, com o elenco dividido e trabalho específico para os goleiros, mas foi o suficiente para titular do Palmeiras comemorar

Lance
Lance

Lance

Lance

Matou a saudade. É assim que Weverton definiu a sensação desta quarta-feira, primeiro dia de atividade com bola na Academia de Futebol. O Palmeiras dividiu o elenco em dois grupos, ambos trabalhando em dois períodos, de manhã e à tarde, com trabalho específico para os goleiros. Suficiente para que o titular da posição comemorar o fim de um intervalo de quase três meses.

- Foi um período difícil para nós. Mais de 100 dias sem atividades em campo, sem fazer o que estávamos acostumados. Depois de toda essa preparação com testes e exames para entendermos como estava nosso corpo, pudemos voltar com bola e ter o contato com algo parecido com a nossa realidade - comentou o camisa 1, ressaltando a alegria de fazer defesas no centro de treinamento.

- Estamos felizes de voltarmos a trabalhar, viver um pouco da nossa rotina com todos os cuidados que são necessários agora. Estávamos com muita saudade - completou Weverton, que realizou exercícios específicos para a sua posição ao lado dos colegas Jailson e Vinicius e de Mateus Oliveira, da equipe sub-20.

Depois de sete dias de avaliações físicas, o elenco realizou trabalhos técnicos, mas ainda dividido em dois grupos diferentes, que se alternaram nos campos da Academia de Futebol. Todos, contudo, fizeram atividades em dois turnos. Fora os exercícios específicos dos goleiros, os jogadores de linha trabalharam posse de bola e marcação à tarde. Na manhã, o foco foi em passe, ultrapassagem, posse de bola, raciocínio e finalização.

Quem não participou de nenhuma dessas atividades foi o novo jogador que testou positivo para coronavírus - o nome é mantido sob sigilo, mas ele está afastado. É o quinto caso entre 30 atletas e, como todos os outros, assintomático. Outros três tiveram COVID-19 e se recuperaram no período sem trabalhos presenciais. Outro estava contaminado na semana passada, mas se curou e tem trabalhado no centro de treinamento desde segunda.

O clube mantém a estratégia de não revelar os contaminados. Como já faz desde a semana passada, não divulgará as imagens de todos os jogadores presentes nas atividades na Academia de Futebol, para que não se desconfie de quem está ausente. Os primeiros testes também indicaram que um funcionário do clube, que não faz parte do elenco, teve a COVID-19 antes da reapresentação, mas se recuperou. Agora, outros dois estão afastados.

Todas as atividades na Academia de Futebol estão acontecendo sob rígido protocolo de segurança, com a orientação de que os funcionários andem sozinhos em seus veículos e não façam paradas entre o centro de treinamento e suas casas. Até por isso, Felipe Melo levou uma bronca (mas não foi multado) e todos foram orientados novamente da necessidade de isolamento social.

Todos no centro de treinamento devem usar máscaras, com exceção dos jogadores no momento em que treinam. A ordem foi mantida nos trabalhos com bola desta segunda-feira, inclusive com a medição de temperatura e um questionário a respeito de sintomas para cada um. Eles seguem chegando uniformizados, com estações individuais de descanso e hidratação e materiais de suplementação, hidratação e refeição pós-treino em bolsas individuais.

Últimas