Lance Vila Nova e Goiás ficam no empate em clássico goiano pela Série B

Vila Nova e Goiás ficam no empate em clássico goiano pela Série B

Equipes se movimentaram, mas não tiraram o zero do placar 

Lance
Lance

Lance

Lance


A sexta-feira (25), foi de clássico goiano no Estádio OAB, em Goiânia. Assim, com um primeiro tempo brigado e um segundo com mais chances de gols, VIla Nova e Goiás ficaram no empate sem gols. O lado esmeraldino ainda reclamou de um pênalti não marcado em David Duarte.

Com o empate, o Vila Nova segue na zona de rebaixamento, na 17ª colocação, com seis pontos conquistados. Na próxima partida, o Tigre viaja para duelar com o Operário, na segunda-feira (28), às 18h (horário de Brasília). Por outro lado, o Goiás segue no G4 da competição, pelo menos até o fechamento da rodada, com 12 tentos. Na quarta-feira (30), recebe o Vasco da Gama, às 19h.

Clássico truncado e cheio de vontade

O jogo começou truncado e com muita briga pela posse de bola no meio-campo. O Vila Nova buscava acionar Kelvin pelos lados de campo, enquanto isso, o Goiás focou em Apodi pelo lado direito. Aos 11 minutos, Alef Manga recebeu em profundidade, mas Georgemy saiu para fazer o corte. O jogo parou aos 18', quando o árbitro viu diversos dirigentes do Vila Nova na arquibancada. Com o povo dispersado, houve reinício da partida.

Posteriormente, após cobrança de falta, Donato tentou desviar, a bola bateu na trave, porém a arbitragem marcou o impedimento. Sem outras grandes chances, o duelo foi para o intervalo ainda no 0 x 0.

Volta animada

A segunda etapa já começou mais agitada, com Kelvin recebendo na ponta direita, cortando para o meio e arriscando um belo chute para a defesa de Tadeu. Logo depois, Hugo fez boa jogada e bateu cruzado. Mezenga dividiu com o goleiro, a bola sobrou para Breno finalizar no travessão.

Em sequência, mais duas oportunidades do Goiás. Primeiro, Hugo bateu cruzado, levando grande perigo, logo depois, Alef Manga fez jogada individual, a bola ficou com Dadá Belmonte, que entrou no intervalo, que chutou rasteiro, obrigando Georgemy a fazer ótima intervenção.

Reclamação de pênalti e perigo de gol

Aos 23', após reclamação do Goiás de pênalti não marcado em David Duarte, o Vila foi para o contragolpe, a bola ficou com Pedro Júnior, que girou, saiu cara a cara com Tadeu. O goleiro fez excelente defesa, salvando o esmeraldino.

Mais tarde, o lado verde de Goiás que quase marcou com Alef Manga. O camisa 11 tentou o cruzamento, mas a bola foi direto para o gol, levando perigo. Sem maiores movimentações, o clássico ficou no 0.

FICHA TÉCNICA DA PARTIDA
VILA NOVA 0 X 0 GOIÁS

Local: Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga (OBA), Goiânia-GO
Data/horário: 25 de junho de 2021, às 21h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Dyorgines José Padovani (ES)
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires (ES) e Vanderson Antônio Zanotti (ES)
Gols:
Cartões amarelos: Caio e Reynaldo(Goiás), João Pedro, Pedro Júnior, Arthur Rezende e Rafael Donato (Vila Nova)


VILA NOVA: Georgemy; Pedro Bambu (Johnatan Cardoso 25'/2T), Renato Silveira, Rafael Donato e Walisson Maia; Willian Formiga, Deivid, Cássio Gabriel (Alan Grafite 33'/2T) e Arthur Rezende (Eder 47'/2T); Pedro Júnior (Alesson 25'/2T) e Kelvin (Renan Mota 47'/2T). Técnico: Higo Magalhães.

GOIÁS: Tadeu; Apodi, David Duarte, Reynaldo e Hugo; Breno, Caio (Iago Mendonça 42'/2T) e Elvis (Albano 25'/2T); Luan Dias (Dadá Belmonte - Intervalo), Alef Manga (Miguel Figueira 41'/2T) e Bruno Mezenga (Everton Brito 25'/2T). Técnico: Pintado.

Últimas