Lance #VidasNegrasImportam: Vasco se manifesta em meio a protestos

#VidasNegrasImportam: Vasco se manifesta em meio a protestos

Diante das manifestações contra a morte de jovens negros e em prol da democracia, clube cruz-maltino, que tem nas lutas sociais seu DNA, lembrou o compositor Aldir Blanc

Lance
Lance

Lance

Lance

O Vasco fez jus à história e entrou na briga pelo que acha correto. Em meio às manifestações deste domingo, por valorização da democracia no país, e, especificamente na cidade do Rio, contra a morte de jovens negros pelo poder público, o clube fez muito, mesmo que de forma simples: publicou a hashtag #VidasNegrasImportam no perfil oficial do clube no Twitter.

A publicação está relembrando outra, de 31 de março de 2019, na qual o clube exalta a democracia brasileira por meio de um vídeo da música "O bêbado e a equilibrista". Tal canção, composta pelo recém-falecido vascaíno Aldir Blanc e pelo eterno parceiro João Bosco, este rubro-negro, é considerada um hino da democracia e dos direitos civis contra o que pregava a ditadura militar iniciada no país em 1964 e que durou até 1985.

Confira a letra de "O bêbado e a equilibrista":

Caía a tarde feito um viaduto
E um bêbado trajando luto me lembrou Carlitos
A lua, tal qual a dona de um bordel
Pedia a cada estrela fria um brilho de aluguel

E nuvens lá no mata-borrão do céu
Chupavam manchas torturadas
Que sufoco
Louco
O bêbado com chapéu-coco
Fazia irreverências mil
Pra noite do Brasil
Meu Brasil

Que sonha com a volta do irmão do Henfil
Com tanta gente que partiu
Num rabo de foguete
Chora
A nossa Pátria mãe gentil
Choram Marias e Clarisses
No solo do Brasil

Mas sei que uma dor assim pungente
Não há de ser inutilmente
A esperança
Dança na corda bamba de sombrinha
E em cada passo dessa linha
Pode se machucar

Azar
A esperança equilibrista
Sabe que o show de todo artista
Tem que continuar

Últimas