Vasco entra em acordo com Thiago Galhardo na Justiça. Veja detalhes!

Depois de menos de um ano, partes encerram disputa judicial e reduzem em quase metade a cobrança inicial milionária do atleta contra o clube. Acordo será pago via Ato Trabalhista

Lance

Lance

Lance

O Vasco entrou em acordo com o meia Thiago Galhardo, hoje no Internacional, no Tribunal Regional do Trabalho da Primeira Região (TRT-1). Em processo do ano passado, o jogador cobrava R$ 1.912.574,99 do Cruz-Maltino. Após audiências e negociações, ficou estabelecido entre as partes que será pago pela quitação da dívida o valor líquido de R$ 1 milhão, que será quitado por meio do Ato Trabalhista.

O LANCE! teve acesso aos autos. No acordo, homologado pela juíza Mirna Rosana Ray Macedo Correa, da 52ª Vara do Trabalho do Rio do TRT-1. Do R$ 1 milhão acordado entre o Vasco e o Thiago Galhardo no acordo, R$ 300 mil são referentes a diferença de depósitos do Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS) e R$ 700 mil por verbas de rescisão, em cláusula compensatória desportiva, o que faz no Ato Trabalhista o jogador entra com preferência de pagamento na fila.

A cobrança inicial de Thiago Galhardo no TRT-1 corria desde o dia 10 de abril de 2019. O jogador recebia R$ 90 mil de salário mensal, com uma cláusula no aditivo de prorrogação do contrato, na época, determinando um aumento de R$ 10 mil no salário mensal a cada dez partidas jogadas, com no mínimo 45 minutos em campo, cada. As metas foram atingidas em duas oportunidades, mas os valores, de acordo com a inicial do jogador, não foram pagos - além de outros atrasos, como o 13º salário de 2018, fevereiro e março de 2019, e multas.

Thiago Galhardo, com a camisa do Vasco, entrou em campo em 50 oportunidades entre 2018 e 2019, com 24 vitórias, 11 empates e 15 derrotas. Ao longo do período defendendo o clube de São Januário, o jogador estufou as redes adversárias em nove oportunidades.