Lance Um mês de Lisca: Vasco cai de rendimento e na tabela; técnico terá, agora, período maior para treinos

Um mês de Lisca: Vasco cai de rendimento e na tabela; técnico terá, agora, período maior para treinos

Técnico teve início ruim até aqui, comandando um Cruz-Maltino que piorou em relação ao desempenho e à colocação na tabela com Marcelo Cabo, treinador anterior

Lance
  • Lance | por Lance

Lance

Lance

Lance

Nesta segunda-feira, 23 de agosto, faz exatamente um mês que Lisca foi apresentado e teve o primeiro contato com o grupo do Vasco. Período em que o time foi ladeira abaixo e, no último fim de semana, chegou à terceira derrota seguida. Está cada vez mais distante do G4 da Série B do Campeonato Brasileiro.

Foram nove jogos no período: três vitórias e seis derrotas. Mesmo sem contar as duas derrotas para o São Paulo, na Copa do Brasil, o aproveitamento é de 45,85% na Segunda Divisão com o treinador - era de 50% com Marcelo Cabo na competição. Isso levou o time da oitava posição, a três pontos do G4, para o 11º lugar, a cinco pontos do grupo que conquistará o acesso.

Por outro lado, esta será a primeira semana só para treinos que o atual comandante terá. E ele vinha esperando pelo período desde que chegou. Só que a corda esticou. O desempenho despencou e a pressão aumentou. Tanto que Lisca cobrou ser ouvido para a montagem do elenco.

-> Confira a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

Sob as ordens do ex-treinador do América-MG, o Vasco tem dez gols marcados e dez sofridos. O tempo para o time reagir anímica, tática e tecnicamente está cada vez mais curto. Sob pena de o acesso não ser conseguido.

Últimas