Lance Um ano após acidente na Itália, Zanardi 'não consegue falar'

Um ano após acidente na Itália, Zanardi 'não consegue falar'

Piloto sofreu um acidente em Siena, envolvendo um caminhão, e segue internado em uma clínica especializada

Lance
  • Lance | por Lance

Lance

Lance

Lance

Alessandro Zanardi é sinônimo de superação. Acidentado em 2001 dentro de um carro de corridas, o ex-piloto de Fórmula 1 teve as duas pernas amputadas e renasceu no guidom de um triciclo esportivo conquistando quatro medalhas em duas paralimpíadas seguidas. Um ano após o outro incidente que marcou sua vida, ocorrido em Siena, na Itália, a esposa de Zanardi revelou ao portal da 'BMW' o real cenário e a luta do esportista

O acidente aconteceu na rodovia SP 146. Segundo o jornal "Gazzetta dello Sport", Zanardi perdeu o controle da bicicleta e se chocou contra um caminhão.

O ex-piloto de Indy e F1 foi submetido a uma neurocirurgia e uma cirurgia maxilofacial por complicações do traumatismo craniano.

- Um ano após o acidente, a condição de Alex está estável. Ele está internado em uma clínica especial, onde passa por um programa de reabilitação. Isso inclui estímulos multimodais e farmacológicos sob a orientação de médicos, fisioterapeutas, neuropsicólogos e fonoaudiólogos para tentar facilitar sua recuperação - disse Daniela Zanardi.

Devido ao período em coma e contratempos na recuperação, Zanardi consegue se comunicar, mas não é capaz de falar.

- Foi um processo muito complexo que exigiu mais neurocirurgias e se caracterizou por uma série de contratempos. Alex está em uma condição estável, o que significa que ele pode se submeter a programas de treinamento para seu cérebro e seu corpo. Ele pode se comunicar conosco, mas ainda não consegue falar. Depois de um longo tempo em coma, as cordas vocais ainda precisam recuperar sua elasticidade. Isso só é possível por meio da prática e da terapia. Ele ainda tem muita força nos braços e nas mãos, e está treinando intensamente com o equipamento - conta.

- É certamente outro grande desafio. É uma jornada muito longa e no momento não há previsões de quando ele poderá voltar para casa. Colocamos toda a nossa energia na recuperação de Alex - completa Daniela.

Últimas