Tour de France: Lutsenko é o mais forte na subida final e vence a etapa

Casaque, que defende a Astana, desgarrou na penúltima montanha e colocou quase um minuto de frente para o segundo colocado na prova desta quinta-feira do Tour de France

Lance

Lance

Lance

Ciclista do Casaquistão, Alexey Lutsenko, da equipe Astana, venceu, nesta quinta-feira, a sétima etapa do Tour de France, entre Le Teil e Mont Aigoual (191km). A prova teve quase todo o percurso em plano, mas com forte subida no fim e chegada no alto do Mont Aigoual. Na penúltima subida (Col de La Lusette, a 20km da chegada) Lutsenko desgarrou e abriu frente da concorrência. Assim, venceu a prova em 4h32h34s, com grande vantagem (55s) para o segundo colocado Jesus Herrada, espanhol da Cofidis. Greg Van Avermaet (belga da CCC), Neilson Powless (americano do EF) e Julian Alaphilippe (francês da Quick Step) vieram a seguir.

Do sexto colocado Bauke Mollema, holandês da Trek Segafredo, até o ciclista da posição 33, que formaram o grupo do pelotão dos líderes (camisa amarela), todos tiveram o mesmo tempo: 4h35min27s.

Com isso, não ocorreu alteração nos primeiros lugares da classificação geral: o lider Adam Yates (britânico da Mitchelton), agora com o tempo de 27h03min57s e três segundos de frente para o esloveno Primoz Roglic (Jumbo Visma) e sete segundos para o também esloveno Tadej Pogacar (Emirates). Vale ressaltar que os principais favoritos estão muito próximos do top3. O colombiano Egan Bernal, o atual campeão e que defende a Ineos, esta com apenas 13s de débito para o ponteiro.

Etapa de hoje

A sétima etapa ocorre nesta sexta-feira, entre Millau e Lavaur de 170km. A chegada é em plano e os velocistas devem ficar com as primeiras posições. Os líderes da camisa verde (disputa por pontos) Sam Bennet (irlandês da Quick Step, 129 pontos) e Peter Sagan (eslovaco da Bora, 117 pontos) estão cotados como favoritos. Vale lembrar que Sagan foi campeão por pontos em seis das últimas sete edições da Volta da França.