Lance Técnico da Inglaterra minimiza vaias e explica ausência de Foden contra os Estados Unidos

Técnico da Inglaterra minimiza vaias e explica ausência de Foden contra os Estados Unidos

Gareth Southgate tranquilizou os atletas ingleses no vestiário após o empate: 'Mostraram outro lado e vai ser importante'

Lance
Lance

Lance

Lance

Alguns torcedores vaiaram a seleção da Inglaterra no Al Bayt Stadium, no Qatar, após o empate sem gols com os Estados Unidos, pela segunda rodada do grupo B da Copa do Mundo, nesta sexta-feira (25). No entanto, as críticas foram minimizadas pelo técnico Gareth Southgate.

+ Defesa da Inglaterra se salva no empate com Estados Unidos pela Copa do Mundo

- Fomos vaiados? Não tenho certeza se isso foi direcionado a nós, não sei. Pessoalmente, estou satisfeito com a aplicação dos jogadores - disse o treinador em entrevista depois da partida.

O comandante do esquadrão inglês pediu tranquilidade para a sequência da competição. Gareth disse que os próprios atletas ficaram desanimados no vestiário, cabendo a ele motivá-los.

- Quero que os torcedores voltem para a casa felizes e com o sorriso no rosto. Os jogadores ficaram muito tristes e desapontados, mas eu disse a eles que não seria assim. Acho que eles mostraram outro lado e isso vai ser importante daqui para frente - destacou Southgate.

+ Confira a tabela da Copa do Mundo e simule os jogos da competição

O técnico também ressaltou a dificuldade de se manter um nível tão alto quanto o da estreia, na última segunda-feira (21), quando a Inglaterra goleou o Irã por 6 a 2.

- Sair do auge da apresentação do outro dia e encontrar a mesma energia e qualidade seria sempre um desafio - pontuou o profissional

E O PHIL FODEN?

A ausência do meia-atacante do Manchester City incomodou muita gente na Inglaterra, incluindo o ex-lateral-direito Garry Neville, enquanto comentava a partida em uma emissora de televisão inglesa.

Kyle Walker, Phil Foden e Jack Grealish

Kyle Walker, Phil Foden e Jack Grealish

Lance

Trio do City, Walker, Foden (centro) e Grealish antes de Inglaterra e Estados Unidos (Foto: Paul ELLIS / AFP)

- Para mim, esse talento é enorme (se tratando de Phil Foden). Nunca vi nada assim. Eu sei que temos Bellingham, Grealish e outros, e o Gareth (Southgate) prefere Mount, Saka e Sterling, no momento, mas para mim Foden não estar no time titular e não sair do banco é interessante.

Southgate ainda terminou o jogo com a possibilidade de fazer mais duas alterações, já que no decorrer da partida promoveu somente as entradas de Henderson, Grealish e Rashford. Mas, para o treinador, o confronto diante dos norte-americanos não era propício para Foden.

- Queríamos mudar as áreas amplas, não achávamos que era um jogo para o Phil (Foden) no meio, porque ele não joga assim pelo clube dele e defensivamente foi muito complicado para os três do meio-campo resolverem. É por isso que pensamos que o Hendo (Henderson) poderia nos ajudar naquele momento, além de dar um descanso físico a Jude (Bellingham). Foi um jogo de experiência no meio-campo e depois de decisão de jogadores de ponta - explicou o treinador inglês.

A Inglaterra volta a campo na próxima terça-feira (29), contra o País de Gales, pela última rodada da fase de grupos. Basta um empate para o English Team confirmar a sua classificação às oitavas de final da Copa do Mundo.

Últimas