Lance Surpreso com atuação, Federer vibra: 'Vir à Paris foi muito bom'

Surpreso com atuação, Federer vibra: 'Vir à Paris foi muito bom'

Suíço falou ainda de confusão em quadra com árbitro de cadeira

Lance
Lance

Lance

Lance

Roger Federer está na terceira rodada de Roland Garros e esta campanha, bem como seu nível de tênis diante de Marin Cilic, o surpreendeu. Confiante, o suíço ressaltou a escolha de competir no saibro justo em um ano que pouco jogou.

Após a partida, ainda em quadra em conversa com o ex-tenista Cedric Pioline, Federer fez uma grande análise do jogo: "Realmente, o tiebreak fez uma grande diferença, o jogo estava mesmo disputado e poder vencê-lo com tanta segurança me deu mesmo confiança", iniciou.

"Não pensei que teria esse nível (De tênis) diante de Marin (Cilic) por um jogo de 2h. É claro que ele não vive seu melhor momento, eu também não, mas estou surpreso. Saquei muito bem no tiebreak terceiro set. Não foi fácil hoje, ainda estou voltando, é um processo e estou surpreso com o nível que joguei", completou.

O suíço reconhece uma mudança de nível entre a primeira rodada e a segunda: "De um jogo ao outro, consegui me movimentar melhor, mas também o trabalho com forehand. Mas tive alguma dificuldade ainda para me defender e isso é bom. Eu, realmente, não esperava alcançar tal nível num momento cedo no torneio", ressaltou.

Na sequência, o suíço concedeu uma entrevista ao vivo aos ex-tenistas Barbara Schett e Mats Wilander, apresentadores dos canais Eurosport, e falou sobre como é estar de volta:

"É ótimo estar de volta. Ainda mais numa atmosfera como essa. Eu senti as mesmas coisas de antes, incluindo algum nervosismo. Estou muito feliz com o resultado do jogo, joguei um pouco mal entre o segundo e terceiro game, num mesmo momento em que Marin jogou muito bem, então esse resultado é realmente muito bom".

Aos 39 anos, Federer foi questionado sobre o desgaste da partida, que foi longa: "Não estou preocupado com a questão de recuperação física, apesar de ter um dia a menos de recuperação. Estou utilizando esses jogos longos para verificar onde está meu jogo, como estou. Tomar a decisão de vir à Paris foi realmente muito boa".

Por fim, Federer ainda comentou o desentendimento que teve com o árbitro da partida, no quinto game do segundo set, sobre uma advertência por violação de tempo e explicou que está tudo resolvido: Foi um desentendimento em quadra, eu consegui entender o que aconteceu quando sentei. "Foi um mal entendido, ainda não sei claramente se eu estava lento demais ou se Marin estava apressando as coisas. Eu preciso ver o vídeo novamente. Mas a violação veio, porque o árbitro já havia solicitado qualquer coisa, talvez que eu fosse mais rápido com a toalha, que foi algo que eu não tinha percebido. Então, foi mais um mal entendido em quadra mesmo".

Últimas