Sport tem liminar indeferida e segue impedido de registrar jogadores

Clube de Recife foi condenado por dívida com meio chileno Mark González, que atuou pelo Leão da Ilha do Retiro em 2016. Ainda cabe recurso ao Sport em instâncias superiores

Lance

Lance

Lance

Impedido de registrar jogadores por conta da punição na CNRD (Câmara Nacional de Resolução de Disputas) devido a dívidas, o Sport entrou no TJRJ contra a CBF tentando liminar para ser liberado. No entanto, na tarde desta segunda-feira, o desembargador relator Juarez Fernandes Folhes, da 10a Câmara Cível, indeferiu a liminar.

O Sport havia sido condenado no início de 2019 pela CNRD a pagar R$ 645.782,74 a Mark González, com o bloqueio de registro de jogadores no fim do ano após a dívida não ser paga. Em 1ª instância, juiz Mário Cunha Olinto Filho, 2a Vara Cível, já havia negado liminar na última terça.

Processo Sport

Processo Sport

Lance

Processo em que desembargador indefere pedido (Reprodução)

Ainda cabe recurso ao Sport em instâncias superiores na busca de liminar para tentar derrubar o bloqueio de registro de jogadores imposto pela CNRD.

Entre seus argumentos para tentar a liberação para registrar jogadores, o Leão da Ilha do Retiro afirmou que esta limitação foi tomada antes do clube passar por outras penas mais "leves", sendo esta decisão desproporcional. E que isso limita o funcionamento do clube, que pode não conseguir disputar as competição, que já iniciam no próximo domingo para o Sport.

Quanto a isso, o desembargador relator assegurou que a CNRD "ainda ponderou, no sentido de que acataria eventual pedido de suspensão de sua decisão, caso o Clube cumprisse a Ordem Processual n. 1, que previa o parcelamento de longo prazo, conforme requerido pelo próprio Clube em julho/2019". No entanto, o Sport não fez nenhum pagamento dessa parcelamento.