Lance Sinner iguala Federer e Djokovic e destaca sensação incrível pelo 1º título de Slam

Sinner iguala Federer e Djokovic e destaca sensação incrível pelo 1º título de Slam

Italiano do desafio que terá após a conquista e igualou feitos de Federer e de Djokovic

Lance
Lance

Lance

Lance

Jannik Sinner, número quatro do mundo, celebrou sua conquista no Australian Open neste domingo sobre o russo Daniil Medvedev com virada em cinco sets, após sair perdendo por2 a 0: “Estou extremamente feliz por estar nesta posição agora. Obviamente ter esse troféu é uma sensação incrível. Mas sei que tenho que trabalhar ainda mais, porque os adversários vão dar um jeito de me vencer e tenho que estar preparado. Vamos ver o que está por vir.", disse o italiano de 22 anos, primeiro do país a ganhar um Slam, desde 1976.

Sinner foi perguntado sobre a pressão que teve desde cedo, por seu talento e expectativa: "Sim, sempre há pressão, mas a pressão é algo bom. Você tem que encarar isso no bom sentido. É um privilégio, não? Então, sim, gosto de dançar na tempestade de pressão, porque é onde na maioria das vezes tiro o meu melhor tênis. Também fico bastante tranquilo nessa ocasião, pois procuro sempre curtir em quadra. Então, acho que a pressão é um privilégio, para ser honesto."

Com sua primeira conquista de Grand Slam, Sinner igualou uma marca de Roger Federer e Novak Djokovic. Ele derrotou nas quartas de final o quinto do mundo, o russo Andrey Rublev, o líder do ranking, Novak Djokovic, na semi, e o terceiro colocado, Daniil Medvedev, na decisão. O mesmo que Roger Federer fez quando venceu três top 5 nos últimos três jogos, no US Open de 2007, e Novak Djokovic que obteve igual façanha no Australian Open de 2012. Agora apenas estes três obtiveram tais triunfos na reta final de um Slam, desde 1973, quando o ranking da ATP foi criado.

"É especial quando você vê os grandes nomes no sorteio e pode ganhar, sim, porque me sinto ainda mais privilegiado por estar apenas no sorteio e depois tentar vencer outros jogadores. Você sabe, quanto mais você avança, você vê menos pessoas no vestiário ou na área de alimentação. Isso é muito, muito bom sentimento."

Últimas