Lance Seleção Feminina de Basquete mescla jovens e veteranas na luta para voltar às Olimpíadas

Seleção Feminina de Basquete mescla jovens e veteranas na luta para voltar às Olimpíadas

Brasil, que ficou fora da última edição dos Jogos, fecha convocação para o Pré-Olímpico

Lance
Lance

Lance

Lance

A Seleção Feminina de Basquete fechou a convocação das 12 atletas que disputarão o Pré-Olímpico em Belém, no Pará, a partir do dia 8 de fevereiro. As jogadores chegam com a responsabilidade de superar a frustração de quatro anos atrás, quando o Brasil não conseguiu se classificar para os Jogos de Tóquio. Para isso, o técnico José Neto contará com um grupo que mescla jovens e veteranas.

Cinco das convocadas fizeram parte da Seleção que não conseguiu a vaga para a última edição das Olimpíadas - Débora Costa, Tainá Paixão, Isabela Ramona, Damiris Dantas e Érika Souza. Todas estão acima dos 30 anos de idade. Érika, de 41, tem vasta história com a camisa do Brasil e foi convocada apesar de não defender nenhum clube no momento.

➡️ Siga o Lance! no WhatsApp e acompanhe em tempo real as principais notícias do esporte

Por outro lado, a equipe brasileira também é formada por jovens que estão despontando como grandes promessas. É o caso de Stepanhie Soares, de 23 anos, e Kamilla Cardoso, de 22, ambas em atividade no basquete dos Estados Unidos. As duas têm outra semelhança: são pivôs e as únicas atletas da Seleção com mais de 2m de altura.

A idade média da convocação é de 29,5 anos. A equipe é formada por seis atletas de clubes brasileiros e cinco de times estrangeiros, além de Érika Souza. Veja o grupo abaixo.

Débora Costa (32) - Araraquara
Carina Martins (31) - Sampaio Basquete
Tainá Paixão (32) - Samara-RUS
Isabela Ramona (30) - Samara-RUS
Leila Zabani (32) - Ituano
Vitória Marcelino (27) - Araraquara
Vanessa Sassá (29) - Sampaio Basquete
Damiris Dantas (31) - Omanspor-TUR
Érika Souza (41)
Stephanie Soares (23) - Dallas Wings-EUA
Licinara Bispo (24) - Campinas
Kamilla Cardoso (22) - South Carolina-EUA
*Em negrito, as atletas que participaram do Pré-Olímpico de 2020

➡️ Hugo Calderano busca título inédito em importante torneio de tênis de mesa

Apesar da ausência frustrante em Tóquio, o Brasil tem feito um ótimo ciclo olímpico nos últimos três anos e chega confiante ao torneio classificatório. Campeã pan-americana e da Copa América, a Seleção ocupa a 8ª colocação do ranking mundial atualmente. Além disso, contará com o apoio da torcida em Belém.

O Brasil será anfitrião de um dos quatro torneios pré-olímpicos, de 8 a 11 de fevereiro. A chave brasileira terá Austrália, Sérvia e Alemanha. Dentro do regulamento FIBA, o Brasil estreia contra a Austrália, depois encara Sérvia e fecha contra a Alemanha, sempre às 20h (de Brasília), nos dias 8, 10 e 11. Pelo formato de disputa, as equipes se enfrentam dentro do grupo. As três melhores se classificam para Paris-2024.

Últimas