Lance Sampaoli reclama de cultura 'imediatista' do futebol brasileiro e não crava permanência no Galo

Sampaoli reclama de cultura 'imediatista' do futebol brasileiro e não crava permanência no Galo

O treinador do Galo comentou que há uma grande pressão por resultados no país apesar de pouco tempo de trabalho

Lance
Lance

Lance

Lance

O técnico Jorge Sampaoli deixou o campo contrariado após o empate do Atlético-MG em 1 a 1 com o Bahia, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. E, a contrariedade do técnico alvinegro ficou ainda mais evidente em sua coletiva pós-jogo, em que não garantiu a permanência no clube até o fim de 2021, prazo em que encerra seu contrato. tempo em que se encerrará o contrato atual com o Galo.

Sampaoli, que é alvo do Olympique de Marselha, da França, comentou sobre a permanência incerta de um treinador no futebol brasileiro, sem garantias no cargo por uma cultura de resultados imediatos.

-Futebol é muito instável, ainda mais nesse país. Treinador dura muito pouco. Não se consolidam os projetos. Não sei se tem como garantir a continuidade do trabalho até o fim do ano. O futebol muda o tempo todo. Só penso no próximo jogo, vencer, tentar fazer que o time chegue mais na frente da tabela. O resto é indecifrável. Se você analisa com todos os treinadores no Brasil, é a instabilidade. Não sou diferente do resto. Se não ganho, serei o pior. Se ganhar, serei o melhor. Hoje, meu trabalho será avaliado pelos resultados. Não posso responder essa pergunta agora. Só sei que o time volta a trabalhar na segunda e tentará corrigir os erros para o próximo jogo – disse o treinador.

CONFIRA COMO ESTÁ A CLASSIFICAÇÃO DA SÉRIE A DO BRASILEIRÃO

Com o assédio do Olympique, Sampaoli já não é tão certo no projeto desenhado pelo Galo, que visa colocar o clube entre os maiores da América Latina.

Caso se confirme a saída do treinador, já há um trabalho pensando em Renato Gaúcho, que está em fim de contrato no Grêmio para assumir o comando alvinegro.

Próximos jogos

O Galo encara o Sport no dia 21 de fevereiro, domingo, às 16h, na Ilha do Retiro. Já o Bahia tem pela frente o Fortaleza, no sábado, 20, às 21h, no Castelão, pela 37ª e penúltima rodada do Brasileirão.

Últimas