Lance Retrospectiva LANCE!: amado e criticado, Abel Ferreira fez história em 2021 e foi eternizado no Palmeiras

Retrospectiva LANCE!: amado e criticado, Abel Ferreira fez história em 2021 e foi eternizado no Palmeiras

Técnico conquistou duas Libertadores em 2021 e deixou de disputar apenas duas finais no ano. Mesmo assim, foi alvo de duras críticas de parte da torcida e da mídia esportiva

Lance
Lance

Lance

Lance

Com 91 partidas disputadas, o Palmeiras encerrou 2021 como a equipe que mais entrou em campo neste ano no futebol mundial. Esse foi o "prêmio" que o clube ganhou por ter chegado em quase todas as finais dos torneios que disputou. E quem ficou com a tarefa de organizar tudo isso foi Abel Ferreira, o treinador palmeirense. Em meio às críticas, o português trabalhou e conquistou duas Libertadores em dez meses, eternizando seu nome na história do Verdão.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Paulistão-2022 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA
> Retrospectiva 2021: relembre o ano do Palmeiras em 12 fotos

Nem bem o ano começou e Abel encarou decisões enormes, contra o River Plate, na semifinal da Libertadores-2020, conseguindo uma vitória histórica na Argentina e quase levando uma virada épica no Allianz Parque, mas a somatória dos placares acabou garantindo o Alviverde na final. Contra o Santos, no Maracanã, um gol nos acréscimos marcado por Breno Lopes acabou significando a glória eterna para Palmeiras, além do sonhado bicampeonato.

Mas os dias de láureas duram pouco no futebol. Pouco depois de conquistar a Liberta, os palmeirenses embarcaram para o Qatar para a disputa do Mundial de Clubes de 2020 e lá o time de Abel Ferreira decepcionou, sendo eliminado pelo forte Tigres-MEX na semifinal e depois perdendo o terceiro lugar para o Al Ahly-EGI. Tudo isso com atuações apáticas e sem sequer marcar um gol.

Ainda assim, o futebol permite suas redenções o Palmeiras ainda disputaria a final da Copa do Brasil de 2020 contra o Grêmio. Dessa vez, com tempo de trabalho e estratégia, Abel conseguiu montar um time que venceu as partidas de ida e volta de forma contundente, garantindo o título da competição, assinando mais um pouco o nome do técnico na história do clube.

Os altos e baixos, porém, marcaram o ano de Abel Ferreira e do Palmeiras. Com as conquistas, o clube ganhou o direito de disputar a Supercopa do Brasil e a Recopa Sul-Americana. A primeira, contra o Flamengo, que apesar de ter sido com uma das melhores atuações do time no ano, acabou com derrota nos pênaltis. Já na Recopa, contra o Defensa y Justicia-ARG, o desempenho foi muito ruim na ida e na volta, novamente com derrota na decisão por pênaltis.

Esses fracassos acabaram voltando as críticas para Abel Ferreira, que devolvia com reclamações sobre a falta de contratações de peso que ele havia pedido para reforçar o elenco e disputar todos os torneios em alto nível. A pressão assim, acabou sendo para o título do Paulistão, em mais uma final atingida. No entanto, nova decepção, com novas atuações ruins, que permitiram ao São Paulo levar o estadual. Aliás, a postura em clássicos foi muito criticada.

Enquanto isso, a campanha na Libertadores-2021 seguia boa e o time despontava como um dos favoritos para chegar longe, mesmo sem ter boas atuações, que carregavam o peso da perda desses quatro títulos citados acima. Mas ainda poderia piorar: com mais duas partidas ruins, o Palmeiras foi eliminado, nos pênaltis, pelo CRB, na terceira fase da Copa do Brasil-2021.

As críticas em cima de Abel Ferreira aumentavam, mas a campanha no Brasileirão-2021 era boa, atingindo a liderança em cinco rodadas. Até que alguns tropeços e algumas sequências de jogos sem vencer acabaram tirando o Verdão da briga, enquanto o Atlético-MG disparava para ser campeão. Sem o Brasileiro, a Libertadores se tornava a única chance de título na temporada.

E o caminho não era fácil, mas foi justamente aí que Abel Ferreira mostrou sua qualidade e o porquê de estar eternizado em tão pouco tempo na história do clube. O Palmeiras teve São Paulo, Atlético-MG e Flamengo no mata-mata da Libertadores e passou pelos três, sem jogar tão bonito, mas com uma estratégia bem definida e claramente trabalha exatamente para cada um desses cinco jogos decisivos, que os torcedores do Alviverde não esquecem.

Contra o São Paulo, havia um tabu em mata-matas de Libertadores, que Abel derrubou com 3 a 0 contundente no Allianz Parque. Contra o Galo, enfrentaria o time em melhor fase no Brasil, parando o adversário na ida e na volta, com direito a gol de Dudu no Mineirão, que acabou calado. Os títulos brasileiro e da Copa do Brasil do time de Cuca atestam o feito do treinador português.

Já Contra o Flamengo, pesava o jejum de quatro anos sem vencer o Rubro-Negro, além das marcantes derrotas decente, como na Supercopa do Brasil. Sem contar que se tratava do "melhor time do país", mas o Verdão nem ligou para isso e de forma merecida venceu a equipe carioca para conquistar a segunda Libertadores seguida em um intervalo de dez meses. O que se viu em Montevidéu teve a marca de Abel Ferreira, com seu trabalho e estratégia.

Algumas críticas ao treinador português foram justas, principalmente após as perdas da Recopa e do Paulistão, e a eliminação na Copa do Brasil-2021. Outras não foram honestas, pois lidar com o cansaço de uma temporada ligada na outra, sem férias completas e sem os reforços pedidos, não foi uma tarefa. E apesar de tudo, incluindo as críticas, ele conseguiu um efeito enorme, que o coloca de vez como um dos maiores de todos os tempos na história do clube.

Confira os números de Abel Ferreira pelo Palmeiras no ano de 2021:

91 jogos
​46 vitórias
20 empates
25 derrotas
​57,88% de aproveitamento
135 gols marcados (1,48 gol por jogo)
86 gols sofridos (0,95 gol por jogo)

Desempenho de Abel Ferreira nas competições do ano de 2021:

Libertadores
Campeão (2020 e 2021)

Copa do Brasil
Campeão (2020), eliminado na terceira fase (2021)

Mundial de Clubes
4º lugar (2020)

Supercopa
Vice-campeão (2021)

Recopa
Vice-campeão (2021)

Paulistão
Vice-campeão (2021)

Brasileirão
7º lugar (2020) e 3º lugar (2021)

Últimas