Lance Reserva no Real Madrid, Eden Hazard fala sobre titularidade na seleção e 'última chance' da Bélgica

Reserva no Real Madrid, Eden Hazard fala sobre titularidade na seleção e 'última chance' da Bélgica

Com 31 anos de idade, meia-atacante acredita que essa é sua última Copa do Mundo pela seleção belga e se defende de críticas por poucos jogos no Real Madrid

Lance
Lance

Lance

Lance

Um dos grandes nomes da geração mais badalada da história da Bélgica, Eden Hazard chega para a Copa do Mundo de 2022 em baixa. Reserva no Real Madrid, o meia-atacante é titular e capitão da seleção belga e, em coletiva de imprensa nesta segunda-feira, falou sobre sua forma recente e sobre as críticas que tem sofrido sobre seu desempenho.

- Mantenho o alto astral. De mim, depende de adaptação, porque tive meses difíceis, em que não podia manter o ritmo de jogo. Agora, tenho que mostrar que ainda posso fazer isso. Há pessoas que duvidam de minha qualidade, mas eu não duvido. Acho que voltaremos a vê-la em campo - disse Hazard, que afirmou que apesar da reserva e dos poucos minutos jogados, não quer deixar o clube.

+ Jogadores da Bélgica se apresentam e fazem o primeiro treino com a presença do rei

- A resposta é clara, não quero deixar o Real Madrid. Mas, a situação não depende apenas de mim - completou.

Hazard - Treino - Real Madrid

Hazard - Treino - Real Madrid

Lance

Hazard durante treinamento do Real Madrid(Foto: ANTONIO VILLALBA / REAL MADRID)

Questionado sobre sua titularidade absoluta na seleção, Hazard foi sincero e disse que Leandro Trossard, do Brighton, da Inglaterra, é um jogador que talvez merecesse mais a vaga no time titular do que ele e que não teria qualquer tipo de 'cíume' com seu posto, mas que vai treinar para estar entre os 11 titulares na Copa.

- Fez um ano fantástico. Merece jogar, inclusive, mais do que eu. Então, seria o primeiro a parabenizá-lo, mas, farei tudo o que for possível para o técnico me colocar em campo - destacou.

+ Abertura da Copa do Mundo 2022: veja data, horário e atrações da cerimônia

Terceira colocada na última Copa do Mundo, na Rússia, a Bélgica chega para este Mundial com uma espécie de 'tudo ou nada' para uma seleção considerada como 'a grande geração'.

- Sabemos que será complicado, mas vamos dar tudo de nós no campo. É a última chance que temos de mostrar que podemos conquistar algo com essa geração - finalizou.

A Bélgica embarca para o Kuwait nesta terça, onde vai fazer seu único amistoso antes da estreia na Copa do Mundo do Qatar, na próxima sexta-feira, contra a seleção do Egito, às 12h (de Brasília).

Últimas