Lance Rendimento do Vasco afeta seu artilheiro; Cano enfrenta jejum de sete partidas sem balançar a rede

Rendimento do Vasco afeta seu artilheiro; Cano enfrenta jejum de sete partidas sem balançar a rede

Segundo números do 'Footstats', argentino finalizou 17 vezes nas últimas sete partidas e apenas uma delas foi no alvo. Ele é o artilheiro do Cruz-Maltino na temporada com 14 gols

Lance
Lance

Lance

Lance

Sem vencer há três partidas, o Vasco necessita reencontrar o caminho das vitórias para voltar à elite do futebol brasileiro. Desde o início da competição, o time não consegue apresentar um bom futebol e desagrada a torcida. Com o baixo rendimento, até seu principal jogador passa por um mau momento. O argentino Germán Cano enfrenta um jejum de sete partidas sem marcar e Lisca busca soluções para melhorar a efetividade de seu setor ofensivo.

+ Confira e simule a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro


De acordo os números do portal "Footstats", o argentino finalizou 17 vezes nas últimas sete partidas (5 pela Série B e 2 pela Copa do Brasil) e apenas uma delas foi no alvo. Algo incomum na carreira do jogador desde que assinou com o Gigante da Colina e se transformou no principal nome da equipe. Ele passou a ser exaltado pela torcida por seus gols, números, e frieza dentro da área.

+ Em rede social, Conmebol relembra conquista da Libertadores do Vasco em 1998, que completa 23 anos

A última vez em que o atacante balançou a rede foi diante do Guarani, justamente na estreia de Lisca no comando técnico do Vasco. Desde então, ele não conseguiu mais ser eficiente e passou em branco contra Botafogo, Vitória, Vila Nova (GO), Remo, Londrina e Operário (PR) pela Série B e nos dois jogos contra o São Paulo pela Copa do Brasil.

+ Para conseguir o acesso à Série A do Brasileiro, Vasco vai precisar de façanha obtida só uma vez. Entenda

Mesmo com o jejum, Cano é a maior esperança de gols do Vasco para conquistar o acesso. Desde que chegou, o argentino enfileirou recordes pelo clube carioca. Com 38 gol, ele se tornou o maior artilheiro estrangeiro do Cruz--Maltino no Século XXI. Além disso, no geral, ele é o segundo estrangeiro que mais balançou a rede pelo clube, atrás apenas do uruguaio Villadoniga que tem 83 gols.

Nas redes sociais, alguns torcedores apontam que o jogador tem saído bastante da área. Em alguns momentos, ele se afastou da área adversária e arriscou chutes de longa distância. O posicionamento não é um problema, entretanto, algo explicado por Lisca na coletiva pós a derrota, de virada, para o Londrina, em São Januário.

- No jogo passado (Londrina), o Cano saiu bastante da área e precisávamos dele na construção. Agora (Operário-PR) não, a ideia era ele ficar lá dentro para abrir os espaços. No primeiro tempo, construímos com uma linha de três de Zeca, Ricardo e Miranda. O Cano teve as oportunidades, ficou na área, mas a bola não está entrando - analisou o comandante vascaíno.

+ Matemático aponta 10% de chances, no momento, para o Vasco subir à Série A do Campeonato Brasileiro

Outra reclamação é que a bola pouca chega na frente em condições do argentino finalizar. O Vasco tem pecado na construção das jogadas e nas transições ofensivas, que geralmente tem sido muito lentas. Com passes laterais, a posse de bola fica improdutiva e a bola pouco chega para o centroavante. Lisca terá que analisar o estilo de jogo que pretende seguir para encontrar soluções na frente.

No entanto, é precisa destacar que esse é o segundo maior jejum de gols do atacante no time de São Januário. O primeiro aconteceu na temporada 2020, que sacramentou o quarto rebaixamento da história do Vasco. Fora nove jogos sem marcar, dois meses, em duelos contra Botafogo (2), Coritiba, RB Bragantino, Atlético-MG, Bahia, Flamengo, Internacional e Palmeiras.

Finalizações de Germán Cano na Série B 2021

Vasco 0 x 2 Operário-PR - Cano finalizou quatro vezes (1 certa / 3 erradas);
Ponte Preta 1 x 1 Vasco - Cano finalizou duas vezes (1 certa /1 errada);
Brasil de Pelotas 1 x 2 Vasco - Cano finalizou uma vez (1 certa)
Vasco 0 x 2 Avaí - Cano finalizou uma vez (1 errada);
​Vasco 3 x 0 CRB - Cano finalizou quatro vezes (4 certas);
Cruzeiro 2 x 1 Vasco - Cano finalizou quatro vezes (4 erradas);
Vasco 2 x 1 Brusque - Cano finalizou duas vezes (2 certas);
Goiás 1 x 0 Vasco - Cano finalizou uma vez (1 errada);
Vasco 1 x 0 Confiança (SE) - Cano finalizou duas vezes (1 certa/ 1 errada);
Vasco 1 x 0 Sampaio Corrêa - Cano finalizou duas vezes (2 certas);
Coritiba 1 x 1 Vasco - Cano finalizou duas vezes (1 certa / 1 errada);
Vasco 1 x 1 Náutico - Cano finalizou três vezes (1 certa / 2 erradas);
CSA 2 x 2 Vasco - Cano finalizou uma vez (1 certa);
Vasco 4 x 1 Guarani - Cano finalizou duas vezes (1 certa / 1 errada).

Jejum no Brasileirão (5 jogos + 2 pela Copa do Brasil)

São Paulo 2 x 0 Vasco - Cano finalizou duas vezes (2 erradas);
Botafogo 2 x 0 Vasco - Cano finalizou quatro vezes (4 erradas);
Vasco 1 x 2 São Paulo - Cano finalizou uma vez (1 certa);
Vitória 0 x 1 Vasco - Cano finalizou uma vez (1 errada);
Vasco 1 x 0 Vila Nova (GO) - Cano não atuou;
Remo 2 x 1 Vasco - Cano finalizou três vezes (3 erradas);
Vasco 1 x 2 Londrina - Cano finalizou quatro vezes (4 erradas);
Operário (PR) 2 x 0 Vasco - Cano finalizou duas vezes (2 erradas)

Últimas