Referência na defesa do Inter, Moledo completa nove anos desde sua estreia

Na última quinta-feira (16), zagueiro completou quase uma década da primeira vez que entrou em campo como atleta profissional do Colorado

Lance

Lance

Lance

O zagueiro Rodrigo Moledo completou, na última quinta-feira (16), nove anos desde sua primeira partida com a camisa colorada. Em 16 de janeiro de 2011, o atleta estreou diante do Cruzeiro-RS pelo Campeonato Gaúcho e, apesar da derrota por 1 a 0, iniciava a trajetória de um zagueiro que estava apenas no início da sua história profissional.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Em 2010, Moledo realizou a pré-temporada com o Inter B que se preparava para a disputa do Campeonato Gaúcho 2011. Considerado um dos destaques do grupo, foi um dos poucos jogadores que permaneceram no clube após a reformulação do projeto.

Moledo se afirmou no Inter, passou a ser peça indispensável e em sua primeira passagem, permaneceu no clube até 2013, quando foi tricampeão gaúcho e campeão da Recopa Sul-Americana.

Após deixar seu nome marcado na história do clube, foi negociado com o Metalist, da Ucrânia. Em 2015, o zagueiro voltava ao Colorado, mas as lesões atrapalharam e não deixaram o zagueiro atuar aquela temporada.

Transferido para o futebol grego, vestiu a camisa do Panathinaikos por duas temporadas até ser repatriado pelo Inter em 2018, quando passou a forma dupla de zaga ao lado de Cuesta, fazendo sua reestreia em 18 de fevereiro, contra o São Paulo-RS, pelo Gauchão.

- Fico muito feliz em completar uma marca dessas por um clube que tenho muito carinho e respeito. Sou muito feliz aqui, onde me sinto em casa, e quero poder conquistar e dar alegrias para imensa torcida colorada. Sou grato ao Inter pela oportunidade de vestir esse manto – disse Moledo.

Em 2018, Moledo atuou 26 jogos pelo Campeonato Brasileiro, fazendo uma excelente temporada com apenas três derrotas e 78% de aproveitamento. A dupla de zaga seguiu como destaque do Colorado também na temporada passada onde o Inter terminou o ano com a sétima defesa menos vazada do Brasil.

Moledo atuou em 43 partidas, balançou as redes quatro vezes no ano e foi um dos destaques da Libertadores, o jogador com melhor aproveitamento em passes, 98,5% de acertos, à frente do vice-líder Pablo Marí, do Flamengo, com 98%. Moledo ainda foi o líder colorado em interceptações, com 75%
de aproveitamento.

Pelo Campeonato Brasileiro, o zagueiro que atuou em 17 partidas teve 90% de aproveitamento em interceptações e 96.2% em passes certos. Nas três passagens de Moledo pelo clube, até aqui o zagueiro atuou em 168 e marcou 11 gols.