Lance Rayssa Leal e Pâmela Rosa chegam ao Brasil para a final do Mundial de Skate na modalidade Street

Rayssa Leal e Pâmela Rosa chegam ao Brasil para a final do Mundial de Skate na modalidade Street

Primeira e segunda classificadas no ranking feminino, as brasileiras Rayssa Leal e Pâmela Rosa vão disputar o título da Street League Skateboarding 2022

Lance
Lance

Lance

Lance

Apenas uma semana separa os cariocas do SLS Super Crown World Championship, que ocorre nos dias 5 e 6 de novembro, no Parque Olímpico, no Rio de Janeiro. Com a competição mais aguardada da temporada no street skate mundial, Rayssa Leal e Pâmela Rosa, as melhores no STU Open Rio e no ranking mundial, chegam ao torneio classificadas para o Super Crown Final, enquanto outros sete disputarão o LCQ (Last Chance Qualifyer).

+ Conheça o Estádio Monumental de Guayaquil

Rayssa Leal, que venceu todas as etapas do Street League Skateboarding (SLS) de 2022, realizadas em Jacksonville, Seatle e Las Vegas, chega como favorita ao título. Ela também venceu o STU Open Rio, realizado na praça Duó, na Barra da Tijuca.

Segunda colocada no STU Open Rio e do ranking mundial, Pâmela Rosa também têm chances reais de conquistar o tricampeonato mundial seguido.

No masculino, o português Gustavo Ribeiro, que ganhou fôlego na competição após a vitória na etapa de Las Vegas, terá como principal desafio enfrentar o campeão olímpico, o japonês Yuto Horigome, que encabeça o ranking.

Além dos quatro primeiros colocados nos rankings masculino e feminino da SLS, disputarão a final os quatros melhores qualificados após a etapa qualificatória (LCQ), que ocorrerá no próximo sábado, dia 5, na Arena 1 do Parque Olímpico.

No masculino, Felipe Gustavo é o brasileiro com mais chances de alcançar a final, seguido por Luan Oliveira, Kelvin Hoefler, Carlos Ribeiro e Filipe Mota.

Já entre as mulheres, Gabriela Mazetto é a brasileira com mais pontos fora do Top 4, seguida de Marina Gabriela e Vitória Mendonça.

Com milhões de fãs e praticantes, o Brasil é considerado uma das comunidades mais vibrantes do skate mundial por concentrar a segunda maior audiência e indústria do esporte no mundo, atrás apenas dos EUA.

Essa relevância no cenário internacional permitiu ao Brasil sediar competições da SLS em três ocasiões na última década: em 2013, em Foz do Iguaçu, além das finais consecutivas de 2018, no Rio de Janeiro, e 2019, em São Paulo.

Últimas