Lance Principal streamer do Brasil, Gaules fecha patrocínio com o time Red Bull

Principal streamer do Brasil, Gaules fecha patrocínio com o time Red Bull

Atualmente com 3,3 milhões de seguidores em seu canal na Twitch, o streamer promete trazer novos conteúdos e se junta a nomes como Neymar Jr., Letícia Bufoni e Ítalo Ferreira

Lance
Lance

Lance

Lance

Alexandre Borba, mais conhecido como Gaules, agora faz parte do time de atletas e players da Red Bull. Aos 37 anos, o maior streamer do Brasil, #2 do mundo em horas assistidas e dono de títulos e recordes na Twitch, se une à marca para seguir gerando um conteúdo novo para sua comunidade.

Com uma comunidade de 3,3 milhões seguidores, a Tribo, e mais de 166 milhões de horas assistidas em seu canal em 2021, o streamer agora vai mergulhar de cabeça no Mundo Red Bull, ampliando uma relação com a marca que começou em 2014, quando juntos criaram um torneio de LoL que viria a se transformar no Red Bull Solo Q.

Atualmente, Gaules tem direito de exibição em seu canal da temporada completa da NBA, Stock Car e Campeonato Carioca, além dos maiores torneios de CS:GO e um podcast ao lado de Ronaldo Fenômeno. Gaules se junta a um time de 26 atletas e 2 players do Brasil, com nomes como Pedro ‘Scooby’, Letícia Bufoni, Ítalo Ferreira, Lucas Fink, Sandro Dias, Lucas ‘Chumbo’, Cacá Bueno e a FURIA.

- É uma honra estar ao lado de tantos campeões. O reconhecimento do meu trabalho e de toda a equipe apenas vem coroar esse momento em que o Brasil entende que é possível investir no esporte eletrônico e no esporte radical - explica.

A parceria carrega uma estratégia essencial para se conectar com novas gerações. Gaules conta com uma fan base onde 62% assistem mais de 2 horas por dia de conteúdo em stream por todo território nacional. Um estudo realizado pelo streamer do perfil dos seus mais de 3 milhões de fãs aponta que quase 60% conta com escolaridade no nível superior e 78% está dentro da faixa etária de 18 a 29 anos.

A história do streamer com a marca começou antes mesmo dele começar a fazer lives, Gaules já trabalhou junto da Red Bull em 2014 para criar a primeira edição do Red Bull Solo Q - então chamado Red Bull Player One. Esse evento, nascido no Brasil, é hoje um dos maiores assets do universo de Gaming na Red Bull e pode ser considerado o maior torneio 1x1 de LoL do mundo. Sendo assim, Gaules é essencial para a estratégia de atuação no universo gamer. Após 8 anos, em um momento no qual o streamer segue ampliando as modalidades transmitidas, a associação entende o fato como natural.

Prêmios, recordes e alcance nas redes sociais
A busca por formas de entretenimento em casa durante a pandemia do Covid-19 impactou os números do streamer nas redes sociais - sendo descoberto por novos usuários. No Instagram, Gaules viu o número de seguidores saltar de 300 mil em março de 2020 para 1,6 milhão atuais. No Twitter, os números subiram quatro vezes, indo de 200 mil para mais de 800 mil. Em sua principal rede, a Twitch, ele dobrou o número subindo de 1,5 para três milhões. E por fim, no Youtube, o número de assinantes de seu canal mais que dobrou, saindo de 250 para 690 mil.

Gaules em 2020 foi eleito pelo Prêmio eSports Brasil como o maior streamer do Brasil e personalidade do ano. Em 2021, venceu novamente como maior streamer e dedicou o prêmio a toda a comunidade de profissionais que cuidam da depressão - doença que enfrentou em sua trajetória. Seu canal conta com o recorde impressionante de usuários simultâneos, alcançando a marca de 393 mil – equivalente a cinco Maracanãs lotados ao mesmo tempo - durante a final da BLAST Premier Spring Finals da América do Norte em junho de 2020, entre os times MIBR e Evil Geniuses.

Considerado o principal case da Twitch no Brasil o streamer possui também uma outra vertente no seu trabalho, usando da sua influência na plataforma para impulsionar outros streamers em início de carreira, além de ser conhecido por sua generosidade, onde constantemente faz doações para causas importantes (como a compra de oxigênio para Manaus, doações para a Cufa e na ocasião das queimadas do Pantanal), além de ajudar pessoalmente integrantes da tribo, seja com doação de dinheiro ou simplesmente passando a mão no telefone e ligando para conversar com alguém que esteja passando por um momento difícil.

Últimas